Vitória prepara-se para segurar Zequinha por mais uma época

17
visualizações

Renovação de contrato vai acontecer depois de o clube já o ter feito com os defesas Sílvio e João Meira.

 

- Pub -

A realizar uma das suas melhores épocas, o avançado Zequinha vai nos próximos dias prolongar o vínculo com o Vitória FC. Depois de Sílvio e João Meira, o clube prepara-se para renovar por uma temporada o contrato com o jogador, de 33 anos, devendo esse acordo ter mais um ano de opção.

Formado no emblema setubalense, Zequinha é um dos elementos mais experientes e utilizados no plantel, razão que ajuda a explicar o desejo do clube em mantê-lo nas suas fileiras por mais tempo. A par de José Semedo e Nuno Pinto, o atacante é um dos capitães de equipa e um dos elementos que melhor encarna o espírito vitoriano.

Nascido e criado em Setúbal, Zequinha começou a jogar no Bonfim ainda em criança e fez todo o seu percurso nos escalões de formação. As suas qualidades e as centenas de golos que fez ao longo do percurso com a camisola vitoriana levaram-no a destacar-se e a ser contratado pelo FC Porto em 2004/05.

Depois da experiência nos dragões, onde chegou a actuar pela equipa B, o avançado passou pelo Tourizense, Penafiel, Gondomar, Gil Vicente, Olhanense e Fátima. Em 2011/12, rumou aos gregos do Larissa, onde actuou duas épocas antes de se mudar para o Panthrakikos. Em 2013/14 estrou-se pela equipa principal do Vitória, onde esteve até 2015/16 quando se mudou para o Arouca e, mais tarde, para o Nacional.

Em 2017/18, Zequinha embarcou numa aventura na Índia, país onde representou o Atlético de Kolkata. Na época seguinte regressou a Setúbal para a vestir a camisola do seu Vitória, onde tem sido influente nas duas últimas temporadas. Em 2018/19, o johador realizou 29 partidas oficiais e apontou dois golos.

Já esta época, numa altura em que ainda faltam realizar 10 jornadas para o final do campeonato, Zequinha, que já actuou em 29 jornadas na prova, número idêntico ao registado na época passada, e soma um total de três golos em 2019/20 (dois na I Liga e um na Taça de Portugal).

Plantel fez o terceiro treino após o regresso

Entretanto, o plantel liderado por Julio Velázquez realizou ontem a sua terceira sessão de trabalho desde o regresso aos treinos após a pandemia da Covid-19. Tal como tinha sucedido nos dias anteriores, os jogadores voltaram a trabalhar no relvado, seguindo todas as medidas de segurança decretadas no plano de retoma.

Depois do habitual controlo de temperatura e sintomas realizado à chegada, os atletas, divididos em quatro grupos, cumpriram uma série de circuitos durante cerca de uma hora e 15 minutos por cada grupo. A sessão, que decorreu entre as 9 e as 14 horas, contou com o apoio constante e detalhado do técnico espanhol e dos restantes elementos da equipa técnica.

Para esta quinta-feira está agendado mais um treino, novamente no Bonfim, pelas 9 horas, informou o clube.

400 mil pessoas viram festival de música

Os responsáveis pela organização do festival de música online “Abril Música Mil”, que o Vitória FC Social promoveu no passado mês na sua página do Facebook, divulgaram os números finais da iniciativa. “Foram mais de 400 mil pessoas a vibrar com mais de 28 artistas, mais de 300 mil minutos de música e entretenimento, em mais de 35 países distintos como Portugal, França, Alemanha, Suíça, Luxemburgo, Reino Unido, Estados Unidos da América, Islândia, Itália, Moçambique, entre muitos outros”.

Na nota divulgada, os vitorianos deixaram uma palavra de agradecimento a todo os envolvidos. “Vitorianos e setubalenses por este mundo fora, muito obrigado por nos acompanharem durante este mês de Abril naquela que foi uma longa maratona de concertos solidários. Numa fase de pandemia e confinamento, todos juntos ultrapassamos este momento menos bom cantando, dançando e rindo”.

O Vitória FC Social não esqueceu os artistas que actuaram a partir das suas casas e que foram essenciais para os donativos que forma sendo feitos. “O nosso muito obrigado a todos os artistas que com valentia deram música à quarentena e foram pioneiros nesta nossa iniciativa que vai trazer sorrisos e ajudar as instituições Cruz Vermelha, o Centro Comunitário de São Sebastião, o Centro Social de Palmela e o Centro de Apoio aos Sem Abrigo, sem vocês isto teria sido impossível”.

“Estamos de coração cheio e em breve teremos novidades com novas acções, o Vitória não pára e o Vitória FC Social está apenas no início. Vamos ajudar quem mais precisa, por todos nós, para todos nós. Obrigado”, finaliza o texto publicado mas redes sociais.

TAD nega recurso do Chaves

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) considerou “improcedente” o recurso apresentado pelo Chaves ao processo de inscrição do Vitória na I Liga na temporada 2019/20, segundo o acórdão divulgado por esta instância, avançou a Lusa. Os transmontanos, que na época de 2018/2019 terminaram no 16.º lugar da I Liga e acabou despromovido, tinha apresentado um recurso junto do Conselho de Justiça (CJ) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), alegando que o processo de inscrição da formação setubalense não estava em conformidade, relativamente aos pressupostos financeiros.

A contestação dos flavienses foi apreciada pela comissão de auditoria da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), que atestou a validade da inscrição do Vitória, que terminou a I Liga no 13.º lugar. Esta decisão, divulgada pelo CJ da FPF em 19 de julho de 2019, levou o Desportivo de Chaves a recorrer novamente, agora para o TAD. Numa decisão divulgada em 21 de abril na sua página oficial na Internet, o TAD declarou “improcedente” o recurso dos transmontanos e manteve “a decisão proferida pelo Conselho de Justiça da

Comentários

- Pub -