Dificuldades financeiras impedem continuidade do treinador e director desportivo

8
visualizações

Clube estava interessado mas o entendimento não foi possível. David Barata é agora o novo director desportivo.

 

- Pub -

O Grupo Desportivo Fabril já começou a preparar a nova época desportiva e o primeiro passo a ser dado foi no sentido de encontrar um substituto para o lugar de André Dias que deixou o cargo de director desportivo.

 

David Barata, que já havia passado pelo clube como técnico nos escalões de formação, foi a personalidade escolhida para desempenhar aquelas funções, tendo referido a propósito que “é um orgulho muito grande estar aqui” e “serei mais um a ajudar a tornar este enorme emblema um clube ainda maior”.

 

Relativamente à saída de André Dias o clube adianta que aconteceu por decisão própria após “trabalho fantástico”. A direcção do clube manifestou vontade em continuar a contar com o seu trabalho mas não foi possível. “Demonstrou ser um grande profissional desde o primeiro dia” e, por essa razão, no momento da despedida o clube deixou os seus agradecimentos “por tudo o que ofereceu” deixando as portas abertas para um possível regresso.

 

Este, por sua vez, fez questão de frisar que “foram seis meses de um projecto que me motivou muito num clube com umas condições físicas ímpares no distrito e com uma capacidade de cumprir o que promete (€) fora do normal hoje em dia. Fiz tudo para tentar servir o clube e ajudá-lo a crescer. Penso que foram visíveis as melhorias alcançadas por todos neste projecto. Quero agradecer a oportunidade e a grande confiança que o presidente depositou em mim, agradecer o excelente trabalho da equipa técnica liderado pelo Sérgio Bóris que depois de alguns anos nos voltámos a encontrar e a fazer um trabalho com carimbo de qualidade com o qual iríamos atingir a manutenção, que seria uma vitória estrondosa”.

 

De saída do clube está igualmente o treinador Sérgio Bóris com quem não foi possível chegar a acordo, após negociações efectuadas.

 

O Desportivo Fabril salienta que era seu desejo continuar com Sérgio Bóris e respectiva equipa técnica mas “por dificuldades financeiras, que irão ser ainda maiores num futuro próximo, não foi possível”. O clube reconhece o trabalho de “alto profissionalismo”, que só merece elogios.

Comentários

- Pub -