Vitória avança para a quarta semana de trabalho no Bonfim sem infectados

7
visualizações

Sadinos retomam campeonato a 4 de Junho com o Marítimo

 

- Pub -

Com a certeza de que nenhum elemento do plantel está infectado com a Covid-19, o Vitória FC avança hoje de manhã para a quarta semana de trabalho no Estádio do Bonfim. Pela quarta vez desde o regresso aos treinos, os jogadores, equipa técnica e ‘staff’ deram negativo no quarto rastreio realizado na passada sexta-feira.

O anúncio foi feito ontem de manhã pelo clube da I Liga de futebol em comunicado publicado na sua página oficial da Internet. “À semelhança dos três anteriores, este rastreio efectuado à Covid-19 revelou que nenhum jogador, treinador ou elemento do ‘staff’ se encontra infetado”, lê-se no comunicado divulgado 48 horas depois de os testes terem sido realizados.

O presidente Paulo Gomes diz que os encargos com os testes é um tema premente para os sadinos. “Quem vai pagar estes testes Covid? Serão os clubes a fazê-lo? Vamos fazer uma média de 700 testes. Para nós, estas questões são bem mais importantes do que sabermos se o presidente da Liga vai ou não continuar a liderar os nossos destinos”, disse à Sport TV.

Outro tema que o dirigente pretende ver esclarecido prende-se com a deslocação à Madeira, ilha onde os sadinos cão defrontar a 4 de junho, pelas 19 horas, o Marítimo. “O clube já pagou as suas passagens, mas o campeonato foi abruptamente interrompido dois dias antes da nossa deslocação”, lembrou, frisando que não será o clube a custear um voo charter entre Lisboa e o Funchal.

Paulo Gomes afirma que estes dois temas preocupam-no mais neste momento do que a polémica em torno do presidente da Liga, Pedro Proença. “O Vitória neste momento não está preocupado se Pedro Proença vai ou não deixar de ser presidente da Liga no dia 9 ou se vai reforçar a sua posição. O nosso problema é o que temos à nossa porta. Lutámos para que o futebol regressasse, felizmente está aí à porta. Agora, faltam pormenores para que as coisas sejam acertadas”.

E acrescenta: “não faz muito sentido trazer uma posição política para esta fase quando agora precisamos de saber onde vamos jogar e quando. No caso do Vitória, vamos logo no primeiro jogo à Madeira e queremos saber como vamos para lá. Cada coisa a seu tempo”, referiu o dirigente eleito há quatro meses como líder dos vitorianos.

Entretanto, os responsáveis setubalenses mantêm-se confiantes de que o Bonfim irá ser aprovado para acolher os jogos caseiros do clube. “Tivemos cá a DGS e o parecer é positivo. Falta-nos apenas passar a sinalética de provisória a final. Também colocaram-nos uma dúvida sobre as temperaturas das águas por causa da Legionella. Pediram que viesse cá uma empresa certificada. Está tudo em ordem, portanto, contamos que segunda-feira saia o veredicto final de que iremos jogar no Bonfim”

Também à Sport TV, Paulo Gomes afirmou que o estádio do Vitória reúne as condições necessárias. “Penso que não vai ser necessária uma nova vistoria porque nos pediram evidências que serão fotografadas. Se acharem que devem vir cá não temos problemas nenhuns. O estádio é antigo e não tem se calhar as condições do nível dos estádios do Euro2004, mas sendo de nível 3 para a I Liga, creio que na versão Covid, provavelmente é um estádio de primeira categoria pelo arejamento que tem”.

Comentários

- Pub -