“Esta equipa é uma verdadeira família e entra em campo sempre para ganhar”

80
visualizações

Atacante cedido pela Roma fez o seu primeiro golo como profissional

 

- Pub -

Ao quinto jogo realizado com a camisola do Vitória FC, o avançado italiano Mirko Antonucci fez o seu primeiro golo como jogador profissional. O tento marcado foi decisivo para o empate (2-2) obtido na jornada anterior diante do Santa Clara, momento que o jovem de 21 anos jamais irá esquecer, garante. “Foi uma sensação fantástica. Há muito que procurava este golo, era um objectivo que tinha e queria demonstrar que tenho vindo a evoluir”.

O jogador que chegou no passado mês de Janeiro a Setúbal cedido pela Roma lamenta apenas que a sua equipa não tenha conseguido somar os três pontos depois de operar a reviravolta no placar com o golo que apontou aos 78 minutos do encontro. “Consegui marcar, mas o mais importante era a vitória da equipa, algo que infelizmente não conseguimos”, disse em declarações ao site oficial do clube.

O avançado, que actuou até ao momento pelos sadinos em 153 minutos distribuídos por cinco jogos, confessa não ter tido mãos a medir para responder às inúmeras mensagens de parabéns pelo golo apontado, após uma assistência primorosa de Éber Bessa. “Recebi muitas mensagens de carinho e apoio. A minha família e os amigos mais próximos deram-me os parabéns e disseram-me que já merecia”, revela, acrescentando: “Todas foram especiais, não consigo escolher a que mais me marcou. Deixaram-me muito feliz”.

Apesar do empate consentido nos instantes finais da partida com os açorianos, Mirko Antonucci não esmorece e concentra já as suas atenções no duelo da próxima jornada diante do Boavista. “O jogo com o Santa Clara já passou e agora há que pensar no próximo e nos objectivos que temos. Esta equipa tem trabalhado muito, é uma verdadeira família e entra em campo sempre para ganhar. É o que vai tentar fazer já no próximo jogo frente ao Boavista”.

Enquanto não chega o jogo de quinta-feira com os axadrezados, o atacante transalpino dá conta da sua satisfação pela experiência que está a ter no Vitória. “Estou muito contente e feliz aqui. Quero continuar a crescer como jogador e como homem e ajudar este enorme clube. A cidade e os adeptos merecem”, disse o jogador que reside no centro da cidade de Setúbal com a sua namorada Ginevra Lambruschi.

 

Velázquez premiou plantel

Ao contrário do que estava inicialmente previsto, o plantel do Vitória gozou ontem um dia de folga. A decisão de premiar os jogadores foi tomada no sábado pelo treinador Julio Velásquez como forma de recompensar o empenho dos jogadores, que retomam hoje, pelas 10 horas, o trabalho no Estádio do Bonfim.

Com a equipa na máxima força, o técnico espanhol, de 38 anos, já tinha começado no sábado a preparar a estratégia a utilizar no duelo de quinta-feira (19 horas) diante do Boavista, a contar para a jornada 27 da I Liga. O conjunto da cidade do Porto recebe o Vitória moralizado pelo êxito (0-1) obtido no sábado no reduto do Sp. Braga.

Com a conquista dos três pontos na casa dos minhotos, os axadrezados estão agora ma 10.ª posição com 32 pontos, mais dois que os setubalenses que seguem no 12.º posto com 30 pontos (os mesmo de Gil Vicente e Belenenses SAD).

Comentários

- Pub -