Banheirense vai surgir na próxima época com plantel bastante renovado

9
visualizações

Ricardo Pardal, que se mantém como treinador principal, conta com um sector intermediário repleto de gente nova.

 

- Pub -

A União Desportiva e Cultural Banheirense vai surgir na nova época desportiva com um plantel bastante renovado, em relação à temporada que foi recentemente dada por concluída por causa da pandemia do Covid-19.

A equipa, que continua a ser comandada por Ricardo Pardal, um homem da casa que vive o clube como ninguém, tem neste momento um grupo formado por 23 jogadores, alguns que transitam da época passada e outros que se apresentam como reforços.

O objectivo para 2020 / 2021 passa por obter uma classificação melhor que o 12.º lugar obtido esta época. E, nesse sentido, a estrutura directiva da União Banheirense em conjunto com a equipa técnica tem vindo a trabalhar atempadamente na construção de um plantel que possa satisfazer as suas pretensões.

O sector mais reforçado foi o intermediário que se apresenta completamente renovado, tendo em conta que Bachir esteve inactivo esta época

Entre os jogadores escolhidos estão 19 portugueses, dois de Cabo Verde, um da Serra Leoa e outro do Brasil, com uma média de idades de 27,05 e 1, 76 metros de altura.

Na globalidade são onze as caras novas que chegam da Quinta do Conde (2), Moitense (2), Porto Alto, Azul e Ouro, Grandolense, Zambujalense, Samouquense, Águias Negras e Alfarim.

 

O plantel para a nova época desportiva, que ainda não está completo, integra para já os seguintes jogadores.

Guarda-redes: Rafael Vicente e Alexandre Viola

Defesas: Abdul Koroma, Yannick Teixeira, Jorge Saraiva, Lucas Soares, João Paulino e Jaime Alves (ex-Porto Alto)

Médios: António Bachir, André Cardoso (ex-Azul e Ouro), Tiago Garcia (ex-Grandolense), Eduardo Lopes (Zambujalense), Rui Vieira (ex-ADQC), Filipe Pinto (ex-Samouquense), Ruben Gonçalves (ex-Moitense), Tiago Soares (Águias Negras)

Avançados: Cláudio Mestre (ADQC), Márcio Rodrigues (Alfarim), Edmilson Moreira (ex-Moitense), Nelson Cardoso, Alex Matos, Francisco Alta e Ricardo Batista

Comentários

- Pub -