5 Março 2021, Sexta-feira
- PUB -
Início Desporto PALMELENSE: “Começa a ser cada vez mais difícil arranjar formas de motivar...

PALMELENSE: “Começa a ser cada vez mais difícil arranjar formas de motivar os jogadores”

Bruno Pombo, vice-presidente desportivo do Palmelense Futebol Clube tem dúvidas sobre a continuidade das competições, tendo em conta a situação de pandemia que se está a viver não só no nosso país mas um pouco por todo o lado.

- PUB -

O dirigente associativo, em entrevista ao SETUBALENSE, abordou este tema e respondeu também a outras questões relacionadas com a equipa de futebol que tem apenas dois jogos realizados, enquanto há outras com cinco.

Bruno Pombo fala sobre a forma como o campeonato está a decorrer, da desmotivação que existe em muitos jogadores pelo constante adiamento de jogos e da dificuldade que as equipas técnicas têm em fazer o planeamento dos treinos, a cada semana que passa.

 

- PUB -

Que dizer sobre a forma como o campeonato tem vindo a decorrer?

Tem sido a forma possível devido aos efeitos e aos contratempos que a pandemia está a causar. No panorama actual, creio que não faz grande sentido prosseguir com o campeonato que está a ser disputado a uma só volta e com as equipas sujeitas ao que o calendário ditou.

 

- PUB -

Tem sido complicado gerir a situação?

Em termos desportivos não tem sido nada fácil porque falta aquilo que nos alimenta, aquilo que nos faz cá andar, a competição. Em termos financeiros tem sido também muito difícil porque não havendo público também não há receitas. Face à situação, a gestão tem vindo a ser complicada mas até ao momento temos conseguido cumprir todos os nossos compromissos, graças ao excelente trabalho desenvolvido pelo departamento da área financeira.

 

Que análise faz ao facto de nem todos os clubes terem o mesmo número de jogos? 

Não é de forma nenhuma o ideal nem aquilo que se esperava. Devido ao sucessivo adiamento ou cancelamento de jogos, o Palmelense tem apenas dois jogos realizados. Sabemos que tem havido muitos casos positivos de covid-19 em algumas equipas e isso naturalmente não é nada bom.

 

Relativamente aos jogadores nota alguma desmotivação?

Sim, tem havido uma enorme desmotivação nos jogadores. Nas semanas em que os jogos são cancelados, a forma como encaram o treino não é a mesma, mas não só. Também não tem sido fácil para as equipas técnicas fazerem o seu planeamento de treino porque são obrigadas a mudar constantemente. Começa a ser cada vez mais difícil arranjar formas de motivar os jogadores perante estas situações, mas felizmente temos uma equipa técnica que tem feito um trabalho fantástico nesse aspecto e tem sabido lidar e gerir a situação da melhor forma.

 

Perante o actual cenário de pandemia. Pergunta-se, acredita que o campeonato vai mesmo chegar ao fim?

Mesmo sendo um campeonato atípico, esquisito e diferente, creio que todos os clubes desejam que se jogue até ao fim. Contudo, pela forma como o campeonato tem vindo a decorrer penso que não há condições para se disputarem os restantes jogos. Neste momento delicado, por que todos nós estamos a passar, devemo-nos focar mais na nossa saúde, e de todos aqueles que nos rodeiam, e desejar que a pandemia acabe quanto antes.

 

Para terminar, há algo mais que queira acrescentar?

Gostaria apenas de mandar um enorme abraço a todos os jogadores, treinadores e dirigentes porque fomos obrigados a deixar de fazer aquilo que tanto amamos por causa deste maldito bicho, mas não desanimem. Iremos vencer esta batalha, vamos voltar muito mais fortes.

José Pina
Jornalista
- PUB -

Mais populares

Joaquim Maia deu a volta à tragédia para ajudar atletas a vencerem na pista

A vida pregou-lhe uma má partida, mas não se deixou vencer. Hoje é treinador e já ajudou a lançar atletas de alta competição     No campo...

CDU vai lançar André Martins à presidência da Câmara Municipal de Setúbal

A CDU vai avançar com André Martins como candidato à presidência da Câmara Municipal de Setúbal nas autárquicas deste ano. O nome do actual...

Bombeiros em “guerra de tronos” ameaçam direcção com paralisação de serviços

Direcção já acertou tudo com antigo chefe dos bombeiros do Barreiro para assumir o cargo. Mas o corpo activo do Montijo quer Luís Silva   A...
- PUB -