Festivais de música proibidos até ao fim de Setembro

29
visualizações

No distrito fica agora decidido o cancelamento do festival “Super Bock, Super Rock”, em Sesimbra. A organização do “Festival Músicas do Mundo” (Sines) já havia anunciado o cancelamento da edição deste ano, tal como a Associação de Municípios da Região de Setúbal  havia anunciado o cancelamento do “Festival da Liberdade”

 

- Pub -

O Governo proibiu a realização de festivais de música até 30 de setembro, após resolução tomada ontem em Conselho de Ministros. Foi também adoptado um regime de carácter excepcional dirigido aos festivais de música que não possam ser realizados no lugar, dia ou hora agendados devido à pandemia.

Em comunicado o Conselho de Ministros esclarece que está prevista “a emissão de um vale de igual valor ao preço do bilhete de ingresso pago, garantindo-se os direitos dos consumidores”.

As duas decisões que se incluem nas “medidas excepcionais e temporárias de resposta à pandemia da doença Covid-19 no âmbito cultural e artístico” e vão ser agora submetidas à apreciação da Assembleia da República.

A proposta de lei hoje anunciada vem colocar um ponto final nas dúvidas sobre possíveis adiamentos ou cancelamentos das edições deste ano das centenas de festivais de música que se realizam entre Junho e Setembro, nos quais se enquadram o Festival de Músicas do Mundo, marcado para o final de Julho em Sines, que já havia anunciado o cancelamento da edição desde ano e o regresso em 2021.

Fica também cancelado o Super Bock Super Rock, que se realizaria no Meco (Sesimbra), de 16 e 18 de Julho.

Comentários

- Pub -