Deputados do PS satisfeitos com respostas sociais e económicas nos concelhos de gestão socialista

9
visualizações

Com o Governo a preparar o Programa de Estabilização Económica e Social, os parlamentares PS auscultaram a península

 

- Pub -

 

Os deputados socialistas eleitos pelo distrito estiveram ontem de visita aos concelhos da península geridos por maioria PS, para medirem o índice de satisfação sobre as acções do Governo e dos municípios na recuperação social e económica, abaladas com a pandemia Covid-19. No essencial gostaram do que viram e ouviram, particularmente quanto à agilidade de resposta das autarquias.

Estas visitas vêm no contexto do lançamento do Programa de Estabilização Económica e Social apresentado recentemente pelo Governo, que “procura apoiar uma retoma sustentada da actividade económica e social do país”.

“Tantos por parte das câmaras como das juntas de freguesia, as respostas foram efectivas”, diz André Pinotes que, mesmo assim, ouviu algumas queixas quanto a dificuldades sobre burocracias exigidas pelo Estado”.

O deputado, acompanhado pelos eleitos Maria Antónia Almeida Santos, Filipe Pacheco e Sofia Araújo, esteve durante a manhã no concelho de Almada, onde reuniu com a presidente Inês de Medeiros e com responsáveis da Associação de Comerciantes do concelho e da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal.

Os responsáveis dos sectores económicos, que se mostrarem preocupados com a ainda não abertura dos parques de campismo e discotecas locais, consideram que o Governo “tem tomado boas medidas”, inclusivamente quanto às “moratórias de crédito e lay-off simplificada”.

No caso do acompanhamento da Câmara de Almada ao sector do comércio, diz o deputado que foi elogiada pelas medidas que está a tomar para a “retoma do turismo no concelho”.

A visita passou ainda pelo Centro Paroquial da Costa da Caparica, onde os deputados ficaram a saber que as instituições particulares de solidariedade social (IPSS) estão a acompanhar as famílias com mais dificuldades e com “grande capacidade de resposta”.
Durante a parte da tarde a comitiva esteve no Barrerio onde, acompanhada pelo presidente Federico Rosa, esteve na empresa municipal dos Transportes Colectivos do Barreiro que “não parou desde o início da pandemia”, diz André Pinotes.

Para o deputado é ainda de elevar o trabalho feito pelo município em conjunto com as instituições locais, principalmente quanto às famílias com maiores dificuldades económica. Um trabalho que, diz, estar “a ter tão bons resultados, e que vai ser continuado mesmo depois desta fase de pandemia”.

No Montijo e Alcochete esteve a deputada Catarina Marcelino acompanhada das deputadas Eurídice Pereira e Clarisse Campos, onde tomou nota do trabalho que está a ser desenvolvido pelas IPSS, em particular daquelas que trabalham com a população idosa, e das respostas “inovadoras a nível social” que estão a adoptar.

Caso particular da União Mutualista Nossa Senhora da Conceição, no Montijo, em que foram criadas boxes de vista que permitem às famílias estarem mais próximas dos seus idosos.

“Este sistema, através da Câmara do Montijo, foi alargado a outros lares”, diz Catarina Marcelino que destaca ainda o túnel de higienização para os funcionários e que, pela intervenção do presidente da Câmara, Nuno Canta, está também a ser adoptado por outras instituições. Caso da CERCIMA, que trabalha recebe pessoas com deficiência, que entram e saem, diariamente, da instituição.

No concelho de Alcochete, Catarina Marcelino destaca o trabalho que a câmara, liderada pelo socialista Fernando Pinto, tem feito pelo retoma da economia local, nomeadamente com apoio que tem sido dado ao comércio.

As vistas dos parlamentares socialista continuam na próxima-segunda feira aos restantes municípios do distrito com gestão PS.

Comentários

- Pub -