Alcochete instala toldo na embarcação Bote Leão para criar área de ensombramento

29
visualizações

Medida pretende dar mais conforto aos passageiros que pretendam realizar passeios tradicionais no rio Tejo

 

- Pub -

De forma a conseguir “proporcionar maior conforto aos utilizadores no decurso dos passeios pelo rio Tejo”, a Câmara Municipal de Alcochete procedeu à instalação de um toldo na embarcação tradicional Bote Leão, “que permite criar uma área de ensombramento sobre os passageiros”, revela a autarquia em comunicado. O toldo, “construído em material leve e fresco”, foi colocado de forma a possibilitar “uma fácil montagem/desmontagem da estrutura, que foi pensada para ter o menor impacto visual possível de modo a preservar as suas caraterísticas”.

A embarcação tradicional, “ancorada na história e tradição local”, foi construída “de raiz no estaleiro naval de Jaime Costa, de acordo com as técnicas utilizadas na construção das antigas embarcações que navegavam no Tejo”. Inaugurada a sua primeira viagem ao serviço da Câmara Municipal no dia 19 de Junho de 2016, o Bote Leão nasceu com o objectivo de realizar passeios tradicionais no rio Tejo, “para dar a conhecer a extensão do património natural e paisagístico que caracteriza o concelho, designadamente pela frente ribeirinha da vila de Alcochete, Reserva Natural do Estuário do Tejo, Sítio das Hortas, praia dos Moinhos e salinas do Samouco”. Desde então, “o Bote Leão, que representa um incentivo ao regresso ao mar e às experiências dos marítimos e dos pescadores, objectivo bem cimentado na tradição marítima de Alcochete, já proporcionou passeios a milhares de pessoas”. “Com uma capacidade de 45 lugares, incluindo a tripulação, a embarcação pode ser utilizada em passeios com itinerário pré-definido, mediante a aquisição de bilhete individual, com itinerário pré-definido ou a definir, mediante reserva da embarcação, e, ainda, para eventos, atracada, fundeada ou em passeio, mediante cedência”.

Com a propagação da Covid-19, a sua utilização passou a reger-se por um conjunto de novas normas e medidas de protecção, “para garantir a segurança de todos os cidadãos”. Desta forma, “a lotação passou a estar limitada a apenas 20 pessoas, devendo ser respeitada a distância de segurança entre os visitantes, sendo o uso de máscara de protecção obrigatório”. “O uso de luvas é aconselhado, caso o passageiro assim o pretenda. Os passeios autorizados são passeios regulares com duração de 01h30 ou 03h00 horas, e os passeios com duração de 07h00 ou 10h00 horas encontram-se suspensos até novas ordens”, refere o município na mesma nota.

Comentários

- Pub -