23 Novembro 2020, Segunda-feira
- PUB -
Início Local Almada CDS preocupado com urgência do Hospital Garcia de Orta

CDS preocupado com urgência do Hospital Garcia de Orta

O CDS de Almada diz estar “muito preocupado” com a situação do Serviço de Urgência Geral, do Hospital Garcia de Orta, ao qual se aponta “dificuldade de garantir o serviço de 24 horas” devido à “falta de médicos”. Uma preocupação que, refere a presidente da estrutura política centrista de Almada, Sara Machado Gomes, se estende à “incerteza em várias valências” nesta unidade de saúde.

- PUB -

A Comissão Concelhia teve em atenção o alerta do Sindicato Independente dos Médicos que, em comunicado, noticiado, veio dizer que o DR serviço de urgência do Garcia de Orta está em risco de não conseguir prestar assistência à população de 350 mil habitantes, sobre a qual tem influência directa, devido à falta de especialistas de medicina interna e de outras áreas.

Diz Sara Machado Gomes que, a ser verdade este alerta, “é manifestamente preocupante mais um potencial problema no Hospital Garcia de Orta, devendo os responsáveis pelo hospital vir com brevidade a público prestar os devidos esclarecimentos”. Lembra a presidente do CDS de Almada, que mesmo existindo problemas transversais a muitos hospitais do País, no Hospital de Almada “denota- -se nos últimos anos algumas deficiências em várias valências, assim como uma agudização de falhas em vários serviços tendo em conta as queixas e críticas manifestadas por profissionais e utentes do mesmo hospital tal como de alguns sindicatos ligados à saúde”.

Aponta Sara Machado Gomes, que é também Vogal da Direcção Nacional de Francisco Rodrigues dos Santos, que o partido ainda “aguarda resposta às quinze questões que colocou ao conselho de administração do Hospital Garcia de Orta. “Está quase a fazer dois meses” que o CDS-Partido Popular Almada, por intermédio do seu deputado municipal António Pedro Maco, entre outras perguntas, questionou sobre qual o plano especial desta unidade para o Inverno, uma vez que “se espera um exponencial aumento de casos de Covid19, – isto a juntar às restantes patologias incluindo a gripe -, qual o número de cirurgias e de consultas adiadas directa e indirectamente devido ao Covid19 e qual o impacto deste vírus nas listas de espera”. Foi questionado ainda sobre “qual o endividamento actual do Hospital Garcia de Orta, nomeadamente ao nível da dívida a fornecedores externos”. Mas até agora, “o hospital ainda não deu qualquer resposta”, afirma a líder centrista.

- PUB -
- PUB -
- PUB -

Mais populares

Polémica na estreia sadina a ganhar na 2.ª divisão distrital de futebol

“Diversos factores a contribuir para a rápida e fácil subida de divisão (do Vitória)”, diz o clube da Baixa da Banheira   Depois de a equipa...

Actual estação na 5 de Outubro em Setúbal vai receber serviços ou habitação

Com a entrada em funcionamento do novo terminal interface de Setúbal, a actual estação rodoviária na Avenida 5 de Outubro, no Bairro Salgado, centro...

Câmara de Setúbal muda as fechaduras na tomada de posse do estádio do Bonfim

A Câmara Municipal de Setúbal agendou para a tarde de terça-feira uma visita ao Estádio do Bonfim, casa do Vitória Futebol Clube, cujos direitos...
- PUB -