28 Fevereiro 2021, Domingo
- PUB -
Início Local Almada Escola António José Gomes vai ser adaptada para acolher sem-abrigo 

Escola António José Gomes vai ser adaptada para acolher sem-abrigo 

O edifício da histórica escola primária António José Gomes, na Cova da Piedade, há muito desactivada, vai ser transformado em Resposta de Acolhimento para Pessoas Sem-Abrigo. Um equipamento que vai funcionar na base de um protocolo entre a autarquia, proprietária do edifício, e o Instituto S. João de Deus, que irá fazer a adaptação do espaço.

- PUB -

Desde Dezembro do ano passado que a Câmara de Almada tem criado soluções para receber estas pessoas que vivem na rua, mas sempre como resposta temporária. Foi assim que parte das instalações cedidas pelo Liberdade Futebol Clube, na Cova da Piedade, em cooperação com os Bombeiros Voluntários de Almada, serviram de espaço de abrigo nocturno para estas pessoas, situação que se manteve até Setembro. Foi então criado um espaço, também provisório, nas instalações do Clube Recreativo do Laranjeiro.

Segundo a vereadora Teodolinda Silveira, responsável pela pasta da Intervenção Social, “78 pessoas passaram por estes espaços de acolhimento nocturno, com a participação de várias associações neste projecto temporário”. Destas pessoas, “20 conseguiram ganhar autonomia alugando casas, quartos ou voltando à família, e 16 outras foram integradas em comunidades terapêuticas”.

“Em média, diariamente estiveram nestes espaços de acolhimento cerca de 22 pessoas, para uma capacidade máxima de 25 lugares”, acrescenta.

- PUB -

Com a proposta aprovada, por unanimidade, na reunião de câmara da última segunda-feira, o edifício da antiga escola António José Gomes vai ser adaptado como solução definitiva para receber as pessoas sem-abrigo em acolhimento nocturno e também como resposta diurna integrada, caso de acompanhamento psicológico.

Para a adaptação do espaço “foi apresentada candidatura para apoio financeiro através do programa Portugal 2020”, refere Teodolinda Silveira, cabendo ao Instituto S. João de Deus fazer a condução deste trabalho.

O protocolo assinado entre a autarquia e o instituto tem uma duração prevista de 6 anos, e considera ainda a cedência parcial das instalações da escola. O contrato prevê conceder ao instituto um apoio pecuniário de 320 mil euros para participação na implementação desta resposta, verba a ser repartida por tranches.

- PUB -

Adianta ainda a vereadora que a Câmara de Almada “está em articulação com a Segurança Social para que substitua este apoio financeiro, o que irá reduzir o investimento do município”.

“Almada não tinha resposta para as pessoas sem-abrigo, pelo que há urgência em criar esta resposta”, acrescentou a presidente da Câmara de Almada, Inês de Medeiros.

- PUB -

Mais populares

Várzea veio colmatar necessidade de antecipar o fecho da estação na 5 de Outubro

TST explica que antiga estação apresentava alguns problemas, inclusive ao nível da logística nos serviços   A empresa Transportes Sul do Tejo (TST) inaugurou há cerca...

Dores Meira acusa PS de falsear realidade sobre estacionamento pago na cidade

Dores Meira não poupa criticas às razões que o PS tem alegado. E aponta-lhe os casos de Lisboa e Almada   O estacionamento pago na cidade...

Morto a tiro em festa na encosta da Bela Vista

Um homem com cerca de 30 anos morreu este domingo baleado com dois tiros numa festa ilegal que decorria na encosta da Bela Vista,...
- PUB -