4 Março 2021, Quinta-feira
- PUB -
Início Local Almada Almada aprova 1,7 milhões para ampliação da Escola Carlos Gargaté

Almada aprova 1,7 milhões para ampliação da Escola Carlos Gargaté

Vereação garante que vai continuar a exigir a construção de uma escola secundária, de raiz, na freguesia

 

- PUB -

A Escola Básica Carlos Gargaté, na Charneca de Caparica, vai ser ampliada para receber também ensino secundário. Uma obra que implica um investimento de 1.759.827,48 euros partilhado entre a Câmara de Almada e o Ministério da Educação, em que a autarquia responde quase por metade deste montante.

A câmara aprovou, na reunião de executivo de 15 de Fevereiro, o procedimento de contratação pública, a lançar por concurso público para esta obra, com os votos a favor do PS, PSD e BE e abstenção da CDU. Apesar de estarem a favor desta obra, os vereadores comunistas defendem que a ampliação da escola não pode ser um impedimento para que seja construída uma secundária de raiz na freguesia, posição também defendida por socialistas e social-democratas, assim como a vereadora do Bloco de Esquerda.

“Para a CDU é de alta importância a construção de uma escola secundária na Charneca de Caparica, é o que temos sempre defendido, pelo que a ampliação da Escola Carlos Gargaté não pode ser uma dificuldade para que exista uma secundária com a dimensão necessária para a freguesia”, diz o vereador comunista António Matos. “Dos quase 6 mil alunos do secundário existentes no concelho, 1 600 são da Charneca da Caparica”, fez notar referindo a Carta Educativa do concelho.

- PUB -

Também a eleita pelo BE, Joana Mortágua, defende que esta é uma questão que não se pode perder de vista, e questionou a gestão da câmara sobre “qual a vida útil desta ampliação”. Por outro lado, e apesar de ter votado a favor da obra, frisou o seu descontentamento por o Ministério da Educação não ter assumido o custo total da execução. “O Governo falhou na sua responsabilidade de responder pela construção de novos equipamentos para o secundário”, acusou.

São posições que o socialista João Couvaneiro entendeu mas vincou que, neste caso, era “necessária uma resposta imediata” para receber os alunos do ensino secundário da freguesia, uma vez que o agrupamento de escolas Carlos Gargaté só tem resposta até ao 3. º ciclo. “Se a câmara não se tivesse comprometido com o protocolo de ampliação da escola com o Ministério da Educação, não sabemos quando a obra seria feita”. “A nossa preocupação foi dar o passo possível neste momento”, clarificou.

Frisou ainda o vice-presidente da autarquia almadense que a preocupação da gestão da câmara, (PS e PSD), é “dar prioridade à rede escolar do concelho, desde o pré-escolar ao secundário”, assim sendo, “não se pretende que a ampliação da Escola Carlos Gargaté condicione a construção de uma escola do secundário para a Charneca de Caparica”.

- PUB -

A construção do edifício de ampliação considera laboratórios, salas de aula e requalificação dos espaços exteriores da Praceta Frederico de Freitas, incluindo a reformulação das vias de acesso à escola.

- PUB -

Mais populares

CDU vai lançar André Martins à presidência da Câmara Municipal de Setúbal

A CDU vai avançar com André Martins como candidato à presidência da Câmara Municipal de Setúbal nas autárquicas deste ano. O nome do actual...

Incêndio destrói cozinha de habitação na Avenida Bento Gonçalves

Um incêndio deflagrou hoje numa habitação situada na Avenida Bento Gonçalves, em Setúbal, tendo provocado a destruição completa da respectiva cozinha, uma vez que...

Joaquim Maia deu a volta à tragédia para ajudar atletas a vencerem na pista

A vida pregou-lhe uma má partida, mas não se deixou vencer. Hoje é treinador e já ajudou a lançar atletas de alta competição     No campo...
- PUB -