28 Fevereiro 2021, Domingo
- PUB -
Início Local Barreiro Centro de saúde do Alto Seixalinho representa novo futuro da saúde

Centro de saúde do Alto Seixalinho representa novo futuro da saúde

Determinação da Comissão de Utentes dos Serviços Públicos e da população continua como força motriz para conquista de novos equipamentos da saúde

 

- PUB -

 

A Comissão de Utentes dos Serviços Públicos realizou uma Tribuna Publica pela Construção do Centro de Saúde no Alto do Seixalinho, com o apoio de centenas de manifestantes, que marcaram presença no local onde está prevista a construção deste equipamento, junto ao supermercado Aldi no Barreiro.

Durante a realização da Tribuna Pública, a Comissão de Utentes destacou o mote “Antes quebrar que torcer!”, como símbolo desta conquista, depois de décadas de espera para a construção de um novo equipamento da Saúde.

- PUB -

Em destaque, foi ainda afirmado “quando se luta e não se desiste podemos aspirar a obter resultados que compensem o esforço e os sacrifícios”.

Embora o novo centro de saúde ainda não seja uma realidade efectiva, a Comissão de Utentes afirma, “ainda não temos o centro, mas já conseguimos o reconhecimento de que a prioridade era ser nesta zona e não noutra qualquer”. Uma vitória sobre a qual comentam “não foi apenas a persistência da Comissão de Utentes que conseguiu (…) foi a luta de todos e de todas nós”.

Neste contexto, através da Tribuna Pública, a Comissão de Utentes pretendeu “saudar a população do Alto Seixalinho e a luta travada até hoje” e “manifestar a sua vontade e determinação em não desistir até que o Centro de Saúde seja uma realidade”.

- PUB -

 

18 mil utentes sem médico de família

 

O novo centro de saúde, com construção prevista na zona do Alto do Seixalinho, foi anunciado a 18 de Fevereiro, representando um grande diferencial para o futuro da saúde no concelho.

Desde o encerramento da unidade de saúde na Avenida do Bocage, a população do Alto do Seixalinho passou a ter que se deslocar para o centro de saúde da Quinta da Lomba.

Contexto em que as deslocações colocam em causa o conforto dos utentes e acessibilidade aos cuidados de saúde primários, devido ao facto de a rede de transportes a não ser suficientemente eficiente, segundo alega a Comissão de Utentes.

Para além da situação relacionada com os transportes, a Comissão de Utentes alega ainda que, a deslocação de um elevado número de utentes foi agravar a funcionalidade do centro de saúde da Quinta da Lomba, devido ao elevado número de utentes que já estava alocado naquela unidade.

A Comissão de Utentes do Barreiro destaca também o facto de, no Barreiro existirem 18 mil utentes sem médico de família, dentro de uma faixa etária com idade avançada, motivo pelo qual se torna, cada vez mais premente a construção de novos equipamentos da saúde.

- PUB -

Mais populares

Várzea veio colmatar necessidade de antecipar o fecho da estação na 5 de Outubro

TST explica que antiga estação apresentava alguns problemas, inclusive ao nível da logística nos serviços   A empresa Transportes Sul do Tejo (TST) inaugurou há cerca...

Dores Meira acusa PS de falsear realidade sobre estacionamento pago na cidade

Dores Meira não poupa criticas às razões que o PS tem alegado. E aponta-lhe os casos de Lisboa e Almada   O estacionamento pago na cidade...

Morto a tiro em festa na encosta da Bela Vista

Um homem com cerca de 30 anos morreu este domingo baleado com dois tiros numa festa ilegal que decorria na encosta da Bela Vista,...
- PUB -