Hospital Barreiro Montijo. Agentes da PSP de Lisboa doam sangue a hospitais da região

27
visualizações

CHBM agradece apoio de entidades, entre as quais, as câmaras destes municípios

 

- Pub -

Oito agentes da Divisão de Trânsito da PSP de Lisboa decidiram participar numa acção para doar sangue ao Serviço de Imunohemoterapia, revelou esta segunda-feira o Centro Hospitalar Barreiro Montijo (CHBM). A iniciativa das forças de segurança já foi elogiada pela direcção daquele centro hospitalar, que classificou a actividade como um “gesto de grande generosidade” ao doar sangue a um serviço essencial na prestação dos cuidados de saúde.

Entretanto, no âmbito da pandemia Covid-19, são várias as empresas e particulares que continuam a unir-se para de forma “intensa, generosa e altruísta”, efectuarem ofertas de bens e equipamentos ao CHBM para apoiarem este período de combate ao novo coronavírus. Até ao momento foram 47 as entidades que já prestaram vários donativos àquele equipamento.

“Muito se agradece à Câmara Municipal do Barreiro por todos os donativos, bem com à Protecção Civil Municipal na mobilização da comunidade para a oferta de vários equipamentos e bens alimentares”, pode ler-se nas redes sociais daquela unidade hospitalar, que destaca que também o município do Montijo, para além dos equipamentos de protecção individual, decidiu oferecer “reagentes que possibilitam a realização de mil testes de despiste à Covid-19”.

Prevenção de maus tratos na infância

Para assinalar o facto de Abril ser o Mês Internacional de Prevenção dos Maus Tratos da Infância, está a decorrer actualmente uma campanha que alerta para a necessidade de crianças e jovens serem mantidos em segurança, ao protegerem-se nas diversas redes sociais e quando estão frente ao computador. “A violência online existe, proteja as crianças e jovens” é a principal mensagem transmitida nesta acção, desenvolvida em parceria com o Núcleo de Apoio a Crianças e Jovens em Risco, em conjunto com a Equipa da Prevenção da Violência em Adultos, centros de saúde e unidades hospitalares.

Comentários

- Pub -