Câmara do Barreiro distingue Movimento Associativo Popular

23
visualizações

Colectividades agraciadas com Medalhas de Bons Serviços e Dedicação

 

- Pub -

O município do Barreiro distinguiu o Movimento Associativo concelhio, durante a tarde do último sábado, nas instalações do pavilhão do Luso Futebol Clube, com a realização de uma cerimónia de atribuição de Medalhas de Bons Serviços e Dedicação a algumas das colectividades que, este ano, assinalam 25, 50, 100 e 150 anos de actividade em prol da comunidade local.

Frederico Rosa, presidente da autarquia, dirigiu-se aos representantes das instituições ali presentes, tendo recordado o papel das mesmas enquanto “ponto de encontro para as diversas gerações”. Para o edil este é “um desafio que se vai colocar com mais força e com nova propriedade”, perante o momento actual da pandemia. A doença, na sua perspectiva, veio trazer “novas realidades e novos desafios que temos todos juntos de enfrentar”, destacou.

De olhos postos no futuro, salientou que “é no presente que temos de resolver os problemas e fazer tudo para continuarmos a nossa actividade, seja em que moldes for e de porta aberta”, situação que representa também “uma porta de esperança para o que aí vem”, disse. O presidente considerou que a câmara municipal teve, sobretudo nos últimos meses, um “programa ímpar, para podermos resolver problemas estruturais de diversas colectividades”. Na altura defendeu ainda que graças aos apoios dados durante este período, estas instituições conseguiram obter “o mecanismo que esperavam para resolver problemas do seu património”.

Frederico Rosa frisou que são necessários mais equipamentos desportivos no concelho e, desde logo, mais “investimento” para que “a confiança e a vontade para retomar o ciclo virtuoso”, possam permitir “olhar para o futuro com as ferramentas necessárias para solucionar os problemas do passado”. Defendeu igualmente que é preciso “ter mais gente nova” a frequentar aqueles espaços, para fruição das áreas renovadas que, por sua vez, sentem “o apelo de querer dar algo à sociedade” por serem “a bandeira de um Barreiro de futuro”, acrescentou o autarca.

Ao longo da cerimónia, foram medalhadas a Sociedade Democrática União Barreirense “Os Franceses” e a Sociedade de Instrução e Recreio Barreirense “Os Penicheiros”, que comemoraram este ano os seus 150 anos, bem como ao Luso Futebol Clube, que em 2020 completou o seu centenário.

A autarquia atribuiu ainda ao Centro Cultural e Recreativo Juventude do Lavradio uma distinção pelos seus 50 anos, à semelhança do Clube Desportivo e Recreativo “Os Carliz”. Já o Grupo Desportivo e Recreativo da Verderena foi agraciado com uma medalha pelos seus 25 anos de existência.

Associações jovens têm vindo a aumentar

Sara Ferreira, vereadora que tutela a divisão do Associativismo, por conseguinte, realçou que o concelho é não apenas rico em clubes e colectividades, mas também uma comunidade onde existem cada vez mais “muitas associações jovens”.

Em 2020, lembrou, o município decidiu ajudar o movimento associativo através de um “apoio à tesouraria, porque percebemos as grandes dificuldades por que todos estavam a passar, com perda de receita e aumento da despesa”. A edilidade, frisou, decidiu lançar uma linha de apoio extraordinário, dando continuidade às sessões de formação não presenciais e via online.

Entretanto, durante a tarde do próximo sábado, dia 26, numa iniciativa da câmara local dirigida à população em geral, será concebido um Mural de Azulejos, no Parque da Cidade, que tem por objectivo homenagear o Movimento Associativo do concelho, constituído por dezenas de logotipos inscritos nesta peça.

 

Comentários

- Pub -