7 Março 2021, Domingo
- PUB -
Início Local Barreiro Frederico Rosa: “2021 será um ano muito positivo”

Frederico Rosa: “2021 será um ano muito positivo”

Edil barreirense acredita que nova esquadra da PSP, no centro histórico, requalificação da Avenida da Liberdade, na zona da Recosta, e a unidade de saúde do Alto Seixalinho estarão prontas até ao final deste ano

 

- PUB -

Frederico Rosa diz que, com obras concretizadas e intervenções em curso, não haverá ninguém que seja da cidade ou a visite, que não sinta a mudança e vontade do presente executivo em “renovar” o município.

Estamos a iniciar o último ano do seu primeiro mandato. Que balanço faz dos investimentos e das obras concretizadas em 2020?

Faço um balanço muito positivo das obras realizadas, não só no último ano, mas desde o início do mandato. Começámos por fazer variadas intervenções, numa realidade que vai manter-se até ao último dia, isto apesar da situação que se vive de pandemia. Nunca nos devemos esquecer que o município precisa continuar a transformar-se e se não houvesse esta crise pandémica a concretização ainda teria sido muito mais evidente. Se há alguém que pensa que vamos deixar de investir por estarmos numa altura próxima às eleições, está enganado e 2021 será um ano particularmente muito positivo. Penso que não há ninguém que seja da cidade ou que nos visite e que não sinta que há mudança e uma grande vontade em renovar o Barreiro.

Pensa que as obras já finalizadas são um passo significativo para atrair mais habitantes?

Acredito que sim. Tivemos desde sempre uma posição extraordinária à beira Tejo, mas precisávamos de sair de uma estagnação que para nós era evidente e hoje em dia a situação é precisamente a oposta. As pessoas notam que há melhoria na qualidade de vida, seja no âmbito da fruição, onde a obra da zona da Polis é um exemplo, mas também no terreno da frente ribeirinha situada junto à Rua Miguel Pais e frente aos moinhos de Alburrica, que deverá estar pronta dentro de um mês e meio. Há ainda a questão da mobilidade, com os novos autocarros dos Transporte Colectivos do Barreiro (TCB), uma menor semaforização e um trânsito mais ágil, numa situação que será melhorada com as obras que ainda estão em curso de renovação das infraestruturas de subsolo. É uma questão muito importante e temos apostado numa renovação tremenda em toda esta área.

- PUB -

Esse tipo de renovação será importante para a zona do Barreiro Antigo, dando mais vida ao centro histórico?

Primeiro intervimos na zona da Avenida dos Fuzileiros Navais, frente à Escola Secundária de Santo André, com a renovação de todo o saneamento e do espaço público. Estamos a terminar uma outra obra na rotunda do Ferro Velho, para resolvermos um problema antigo naquele espaço. Destaco também o trabalho realizado no antigo campo do Luso e na zona entre o túnel da Rua Miguel Bombarda e os Paços do Concelho, seguindo-se o Barreiro Velho, para começarmos a resolver a área do espaço público do centro histórico, porque o privado diz respeito aos proprietários dos edifícios, embora também tenhamos um plano definido a esse nível.

A Startup está prestes a avançar no centro da cidade e a empreitada para a deslocalização dos serviços operacionais da câmara já começou. Que beneficios trarão estes projectos?

Os serviços operacionais fazem a gestão corrente da cidade e os trabalhadores vão passar a ter as condições de trabalho que nunca tiveram, num ponto diferente do território, facto que antecedeu a renovação total de uma frota com cerca de 25 anos e, pela primeira vez, vamos ter uma sala de comando e de controlo inteiramente operada pela Protecção Civil. Já a Startup Barreiro terá duas componentes muito importantes, que têm a ver com o sinal que queremos dar de que no concelho é fundamental pensarmos em projectos de futuro, inovação e de que quem termina o seu projecto escolar, que poderá envolver-se com as empresas do nosso tecido empresarial. Será um equipamento que vai acolher algo que está a nascer e que queremos projectar para o futuro.

O orçamento deste ano é um dos maiores de sempre. Que outras prioridades estão definidas até ao final de 2021?

Do valor de 74,6 milhões de euros de orçamento, cerca de onze destinam-se aos TCB. Temos um orçamento maior porque há mais economia no Barreiro. Não é de estranhar que tenhamos o movimento associativo apoiado como nunca foi, os bombeiros com verbas redobradas e até a própria cultura, com uma verba superior a um milhão, por ser um dos sectores mais penalizados pela pandemia. O orçamento estará essencialmente focado na concretização das obras da esquadra da PSP, no Barreiro Velho, na requalificação da Avenida da Liberdade, na zona da Recosta, e na construção do Centro de Saúde do Alto do Seixalinho, além da área da educação, com a remoção integral do amianto das escolas. Estas obras terão um forte impacto na comunidade e são estruturais para o Barreiro, pelo que acredito que seguramente estarão concluídas ainda este ano.

- PUB -

O Barreiro comemora este sábado os seus 500 anos de município. Como encara o futuro da cidade após o final deste mandato e concluídas as cerimónias relativas a esta efeméride?

Pretendíamos iniciar 2021 com estas comemorações, mas teremos de adiar diversas iniciativas devido ao confinamento. Ainda assim, assinalamos a data com diversas bandeiras e elementos distribuídos pelo concelho, para sensibilizarmos a população para este momento da nossa história, que muitos barreirenses desconheciam. Tanto a exposição dos 500 anos no Espaço Memória, como a sessão solene da Assembleia Municipal têm que ser alvo de alterações de datas, por motivos óbvios.

Qual o ponto de situação quanto ao projecto da Quinta do Braamcamp?

Continua a decorrer a providência cautelar, mas sabemos que é um projecto estruturante para o concelho, pelo investimento que traz, pelos postos de trabalho que cria numa zona para todos usufruírem, mas também porque sempre soubemos que sempre que trazemos investimento, temos que estar preparados para existirem providências cautelares para que o investidor se canse e abandone o processo. Espero ter boas notícias em breve e é uma questão de tempo, mas o mais importante é que o Barreiro continue a crescer.
O último dia deste mandato vai chegar com muita obra feita e muita a fazer, outras perspectivadas e não abdico deste caminho, porque me dá prazer ver o Barreiro a começar a ser renovado. Ainda não sei se vou sequer concorrer ao próximo mandato, mas tenho uma vontade muito grande de me candidatar nas próximas eleições. Se avançar, a palavra correcta será investimento e mais investimento por um novo Barreiro.

- PUB -

Mais populares

Bombeiros em “guerra de tronos” ameaçam direcção com paralisação de serviços

Direcção já acertou tudo com antigo chefe dos bombeiros do Barreiro para assumir o cargo. Mas o corpo activo do Montijo quer Luís Silva   A...

Joaquim Maia deu a volta à tragédia para ajudar atletas a vencerem na pista

A vida pregou-lhe uma má partida, mas não se deixou vencer. Hoje é treinador e já ajudou a lançar atletas de alta competição     No campo...

CDU vai lançar André Martins à presidência da Câmara Municipal de Setúbal

A CDU vai avançar com André Martins como candidato à presidência da Câmara Municipal de Setúbal nas autárquicas deste ano. O nome do actual...
- PUB -