Santa Casa de Sesimbra prepara renovação dos lares para continuar missão com cinco séculos

16
visualizações

Fundada na era da conquista das Índias, instituição continua a ser um elemento central na vida da vila

 

- Pub -

A Santa Casa da Misericórdia de Sesimbra é a mais antiga das instituições do concelho, sendo que a sua criação remonta ao arranque do século XVI, não havendo um registo que revele o ano exacto. O documento mais antigo na posse da instituição remonta a 1527 e fala na presença de um provedor, o que leva a crer que a fundação tenha ocorrido alguns anos antes.

A instituição é um elemento central no funcionamento do concelho, apoiando várias famílias em situação desfavorecida, bem como acolhendo cidadãos de terceira idade nas suas valências, entre outros. Para o provedor Manuel Bernardino, esta missão de solidariedade tem sido bem-sucedida e esse é um motivo de orgulho para todos os que trabalham diariamente para que seja possível continuar a ajudar: “Temos feito aquilo que todas as misericórdias fazem no país, que é tratar da parte social e daqueles que precisam de mais ajuda.”

Numa altura em que o país atravessa uma situação de crise económica criada pela pandemia, o provedor revela que o número de pedidos de ajuda tem aumentado. “Ultimamente temos tido mais pessoas a pedir apoio. Há hoje uma pobreza envergonhada por pessoas que faziam parte da classe média e que agora sentem dificuldades. Isso é o que mais nos preocupa. Nós dizemos que em Sesimbra só passa fome quem quiser, porque basta vir à Santa Casa da Misericórdia e nós ajudamos sem fazer perguntas”, afirmou.

A instituição disponibiliza cabazes alimentares a cerca de 150 famílias, num total de 300 pessoas. “No ano passado distribuímos cerca de 10 mil refeições gratuitas”, revelou Manuel Bernardino. Já em termos de valências a Santa Casa da Misericórdia conta com dois lares de terceira idade, um centro de dia, um ATL com capacidade para 80 crianças e presta também apoio domiciliário a cerca de 70 utentes no concelho. No total, há perto de 200 utentes ao cuidado da instituição.

Quanto a projetos e sonhos em estudo, o provedor aponta à modernização das instalações e das valências que a instituição tem ao serviço da população. Prevê-se um futuro risonho para os dois lares, que passarão a ter condições para melhor ajudar os utentes. “Temos um projecto aprovado para remodelar, aumentar a capacidade e modernizar o Lar Senhor Jesus das Chagas e já estamos a elaborar um projeto para criar um espaço novo, que substituirá o Lar Santiago, que desde há muito não tem as condições de arquitetura que gostaríamos. Orgulhamo-nos de ter um serviço de excelência, de cinco estrelas como costumamos dizer, e essas instalações não correspondem.”, conclui.

B.I
Nome: SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE SESIMBRA
Data de fundação: Início do século XVI
Número de sócios: Cerca de 700
Actividades principais: Apoio a utentes, distribuição de cabazes alimentares a famílias carenciadas.

Comentários

- Pub -