Recreativo Charnequense: Uma criação de três amigos com o objetivo de unir o povo da Charneca

5
visualizações

Charnequense consegue ultrapassar o vírus e manter todos os atletas activos via online

 

- Pub -

O Clube Recreativo Charnequense foi fundado a 31 de janeiro de 1910, por dois irmãos, Francisco Pinho e José Pinho, e um amigo, João Silva. O objectivo era criar uma casa que pudesse receber as pessoas da Charneca e permitir um convívio entre o povo da freguesia.

Em 1957 foi inaugurada a esplanada e, em 1974, concretizou-se a compra do terreno. A esplanada foi posteriormente destruída para dar lugar à construção de um novo edifício sede. A 22 de Junho de 1996 passou a ser considerada uma instituição de utilidade pública e, em 1999, recebeu a Medalha de Ouro de Mérito Desportivo.

O clube começou com actividades recreativas, bailes e as tradicionais festas populares. Em tempos praticou-se o chinquilho, a primeira modalidade desde a fundação da coletividade. Praticou-se ainda, o ciclismo e o ténis de mesa de competição.

As modalidades estendem-se, desde os jogos de damas à ginástica, que competição em trampolins, tambling, acrobática e rítmica. Tem ainda, judo, karaté, muay-thai, yoga, dança, ténis de mesa e ginástica de preparação para o parto.

A presidente do CRC, Célia Morais, em entrevista a O SETUBALENSE, considerou que esta coletividade já “teve momentos bons e momentos maus”. A pandemia também afectou o clube, embora não financeiramente, uma vez que todos se mantiveram activos através de aulas online. A reabertura está prevista para Setembro.

O ecletismo já se encontra bastante presente neste clube, conta com várias modalidades, embora apenas duas estejam em competição (judo e ginástica). A presidente afirma que neste momento não está nos planos da direção a criação de novas modalidades. “Estou satisfeita com o que tenho” e por conseguir “manter uma casa digna”. Mesmo com esses poucos recursos, Célia Morais sente que o clube faz a diferença na comunidade charnequense. Porque “trabalhamos com os melhores”, considera a líder, o clube acompanhou a evolução da sociedade Antigamente era procurado para “jogar às cartas ou ver televisão”, e hoje é procurado pelos jovens que querem praticar desporto.
O convívio, a ligação à freguesia mantem-se e o espírito do clube continua a ser fiel ao que foi idealizado pelos três amigos.

BI
Nome: Clube Recreativo Charnequense
Também conhecido por: CRC
Localidade: Charneca da Caparica
Data de fundação: 31 de janeiro de 1910 – 110 anos
Principais actividades: Judo, ginástica, zumba, karate e Krav Maga
Actual presidente: Célia Morais

Comentários

- Pub -