PS da Moita acusa PCP de bloquear desenvolvimento do concelho

41
visualizações

“Quando é que o PCP deixa de boicotar o desenvolvimento da Moita é a pergunta que se impõe”, deixa no ar a concelhia socialista

 

- Pub -

O PS da Moita acusa o PCP de ter adoptado uma “postura de bloqueio” que impede a construção do aeroporto no Montijo e prejudica o desenvolvimento do concelho.
“Quando é que o PCP deixa de boicotar o desenvolvimento da Moita é a pergunta que se impõe”, questiona a concelhia socialista, após a reunião do seu secretariado.

“Servindo-se da cumplicidade do BE e da ‘bengala alugada’ do PSD, na Moita, o PCP insiste em bloquear uma resposta necessária e possível de impacto nacional. É verdade que essa estagnação é sobejamente negativa para aqueles que cá habitam, pior é se tivermos em conta que a inviabilização de uma nova infra-estrutura aeroportuária na península de Setúbal irá colocar em causa, não só o desenvolvimento do nosso concelho, da península, mas também do país.”, afirma o PS em nota divulgada ontem.

Os socialistas alertam que, “a cada ano que passa, sem o novo aeroporto, o país perde 600 milhões de euros”. Perante os riscos para a economia, por via do turismo, o PS diz que a posição de Rui Garcia e dos restantes eleitos que deram parecer negativo ao aeroporto é contrária ao que os munícipes esperam.

“O que os cidadãos esperariam dos seus autarcas, é que estes estivessem neste momento a desenvolver contactos junto do Governo no sentido de garantir que o desenvolvimento inclui o concelho da Moita, ao invés de se colocar numa posição negacionista, de quem está sempre do contra”, diz a nota.

Os socialistas concluem que “passados 50 anos, 17 propostas de localização este é o momento de avançar” com o aeroporto e que “já é tempo de o PCP perceber que ao adoptar esta posição, e utilizar o concelho da Moita para forçar uma posição partidária, está a prestar um péssimo serviço a quem o elegeu”.

Comentários

- Pub -