Nuno Cavaco defende comércio local em tempo de pandemia

24
visualizações
Fórum Cultural José Manuel Figueiredo e Biblioteca da Baixa da Banheira estão encerrados.

Presidente da União das Freguesias de Baixa da Banheira e Vale da Amoreira garante que estão a ser tomadas as medidas certas a nível local

 

- Pub -

“A Baixa da Banheira e o Vale de Amoreira tentam prosseguir com a sua vida normal”, afirmou ontem a O SETUBALENSE Nuno Cavaco presidente desta União de Freguesias lançando ainda um apelo a toda a população, para que “reconheça no comércio local uma solução para evitar os aglomerados e tempos de espera no exterior das grandes superfícies, agora com acesso condicionado”.

Para o autarca “é essencial manter a economia local em movimento, de modo a garantir que, depois da crise, os postos de trabalho nas micro, pequenas e médias empresas mantêm as portas abertas”.

Ontem na Baixa da Banheira o Mercado Municipal também ainda mantinha portas abertas, com a venda de produtos frescos. “O acesso está condicionado para evitar aglomerados e todos os comerciantes tem luvas e máscara”, explicou o autarca, esclarecendo que “é importante manter os produtos alimentares a chegar a toda a população e por várias vias”.

Neste aspecto para além do acesso a bens essenciais nas grandes superfícies e no comercio local, o Centro dos Reformados e Idosos da Baixa da Banheira (CRIBB) e Centro de Reformados e Idosos do Vale da Amoreira (CRIVA) também estão a prestar a toda a população idosa o habitual apoio, “com refeições ao domicílio e apoio à realização de higiene e cuidados básicos de saúde”.

Sobre o Plano de Contingência adoptado pelo município da Moita, Nuno Cavaco comenta que “contém todas as medidas necessárias de momento” e defende que “é preciso poupar recursos para o que ainda há-de vir nos próximos meses”. Para o autarca é “seguro que até Agosto estaremos, muito provavelmente ainda com tudo parado”.

Quanto a equipamentos alocados para receber possíveis infectados com Covid-19 em caso de pico no concelho, e em particular em Baixa da Banheira e Vale da Amoreira, Nuno Cavaco afirma que “no momento em que acontecer, e se acontecer, serão accionadas, atempadamente, outras medidas no Plano de Contingência”.

 

9ª Edição do BB Blues Fest sem data prevista

Devido à pandemia de Covid-19, Nuno Cavaco confirma que não haverá, por agora, “qualquer data prevista para a realização da 9 ª edição do BB Blues Fest”.

Embora o festival represente um grande investimento por parte da autarquia, que em 2019 rondou os 50 mil euros, para o presidente da União das Freguesias de Baixa da Banheira e Vale de Amoreira “o mais importante no momento é cumprir as normas da Direcção-Geral e Saúde” e garante que o festival, cuja representação internacional colocou a Baixa da Banheira no mapa do mundial “pode ser realizado em qualquer momento do ano”.

Comentários

- Pub -