Pessoas sem distância de segurança e lixo nas ruas levam Câmara da Moita a apelar ao civismo

78
visualizações

Convívio à porta de café, copos usados pelas ruas, garrafas vazias e piqueniques sem respeito pelas distâncias de segurança

 

- Pub -

O SETUBALENSE registou várias situações de desrespeito pelas medidas de segurança impostas no âmbito do Plano Municipal de Contingência à Covid-19, no concelho da Moita. Na passada semana, ainda com o estado de emergência em vigor, demasiadas pessoas reuniam-se à porta do Café Parque, na Rua Eduardo Mondelane, na Baixa da Banheira, e à porta do café Magic Ice, na Avenida Capitães de Abril, na mesma localidade. Pela rua ficavam espalhados copos de plásticos utilizados. Esta semana as situações continuam a repetir-se.

A Câmara Municipal afirma ter conhecimento sobre as mesmas e refere que os comportamentos denunciados por O SETUBALENSE, “têm também sido por diversas vezes reportados e suscitam, naturalmente, preocupação por significarem um risco acrescido para a saúde pública no quadro das medidas determinadas para o combate à epidemia de Covid-19, sendo matéria que deverá merecer particular atenção por parte das autoridades policiais”.

Quanto à acumulação de lixo nas referidas ruas, próximas ao Parque Municipal José Afonso, a Câmara recorda que desenvolve, diariamente, “uma intensa actividade no sentido de garantir as condições de higiene e salubridade no concelho”.

No entanto, destaca que, “os meios disponíveis, sendo condicionados pela situação que vivemos, obrigam a uma gestão rigorosa e, mais do que nunca, beneficiam da cooperação de todos para que, com uma atitude responsável, contribuam para o esforço de manter a salubridade do espaço público”.

Apesar do apelo ao civismo e à colaboração de toda a população na manutenção da limpeza do espaço a Câmara confirma “as situações assinaladas estão já referenciadas e algumas delas já resolvidas”, mas destaca “comportamentos repetidos por alguns munícipes, que dificultam a manutenção dos níveis ideais de limpeza”.

Primeiro domingo de ‘desconfinamento’ sem respeito por regras

No passado domingo o desconfinamento, levou dezenas de pessoas ao Parque Municipal José Afonso, uma área que durante o confinamento já concentrava mais munícipes que o recomendado na prática de desporto, como a O SETUBALENSE pode constatar por várias vezes. Mas agora o número de pessoas a fazer piqueniques é muito elevado e os encontros decorrem sem as devidas distâncias de segurança e sem uso de máscaras ou luvas.

Sobre estes ajuntamentos, o presidente da União das Freguesias de Baixa da Banheira e Vale de Amoreira diz que “é lamentável não se respeitarem as regras de regresso à normalidade, mas o parque é, de facto, um espaço de qualidade e amplo, sendo um dos poucos lugares do concelho onde as pessoas ainda podem retomar algum convívio devido à sua área alargada”.

Quanto ao lixo Nuno Cavaco é assertivo. “Todos temos o nosso papel neste combate à Covid-19 e no civismo que agora é esperado de todos. A Câmara tem metade dos seus funcionários ausentes e, por exemplo, os funcionários da União de Freguesias estão concentrados na ajuda à população, para responder a situações geradas pela Covid-19. É preciso haver respeito pelos espaços que são de todos”.

Comentários

- Pub -