CACAV festejou 34 anos com realização de eventos online

13
visualizações

Organização aposta num estilo de associativismo de intervenção cultural e social

 

- Pub -

 

O Círculo de Animação Cultural de Alhos Vedros (CACAV), comemorou no passado dia 9 os seus 34 anos de vida, numa data classificada por Joaquim Raminhos, membro da direcção, como “muito significativa” para todos os membros daquela organização cultural do concelho da Moita.

“Ao longo de todos estes anos de existência, a CACAV tem se caracterizado por uma grande diversidade de actividades, abrangendo diversas temáticas, numa ligação estreita com a nossa vida e com tudo o que está à nossa volta”, sublinhou o responsável numa declaração feita nas redes sociais. Na sua perspectiva, desde a sua fundação, em 1986, aquela estrutura “tem sido marcada por um estilo de associativismo de intervenção cultural e social”, que abarca a história local, mas também questões ambientais.

O responsável destaca ainda o papel desempenhado pela CACAV na área da animação cultural, com a realização das “Noites de Lua Cheia”, entre outros eventos que permitiram o “intercâmbio cultural”, assim como o funcionamento da Oficina de Artes, que se constituiu como espaço de vários tipos de aprendizagens, como o desenho, pintura, fotografia e a música.

“Hoje podemos assumir com orgulho, que a CACAV é reconhecida a nível nacional pela realização da Bienal de Pintura de Pequeno Formato, culminando com o projecto Ágora, que tem proporcionado uma abordagem sobre a arte contemporânea”, salientou. Também a Escola Aberta Agostinho da Silva tem se assumido como um outro pilar de intervenção cultural no concelho, como “espaço de encontro de saberes”, através da realização de conferências, debates, cursos livres, comunidade de leitores e ateliês.

Nos últimos três anos, a organização tem participado em diversos projectos europeus, numa experiência que tem sido “enriquecedora”, pela “troca de experiências e pela abertura de outros horizontes de intervenção”, frisou Joaquim Raminhos. Para este aniversário, realçou, “não cruzámos os braços e organizámos um programa de diversas iniciativas online”, agora disponíveis na página de internet da CACAV e no Facebook.

Comentários

- Pub -