Produção Agropecuária promove articulação entre alunos de vários cursos

15
visualizações

Jovens aplicam conhecimentos adquiridos na Quinta do Castanheiro, situada no campus da escola, na produção local de legumes

 

- Pub -

 

Para assinalar mais um Dia dos Legumes Frescos, os alunos do curso de Técnico de Produção Agropecuária da Escola Técnica Profissional da Moita (ETPM), lembraram as actividades realizadas habitualmente na Quinta Pedagógica do Castanheiro, onde desenvolvem e aplicam muitas das competências técnicas e transversais adquiridas durante o processo de aprendizagem naquele estabelecimento do concelho.

Naquele que é “um instrumento pedagógico de aprendizagem e avaliação” dos alunos, a escola dá a conhecer “a preparação do terreno e todo o processo, desde a plantação dos produtos até à sua colheita”, mostrando que “os legumes são mais frescos do que nunca”.

No local são ainda apresentados os cuidados a ter com os animais da quinta, cuja responsabilidade é destes jovens, sob a orientação da equipa técnica da ETPM.
Através da aprendizagem em Produção Agropecuária, num sector maioritariamente práctico, fazer este curso “implica uma carga horária técnica significativa e uma série de recursos”, que permitem aos jovens a aplicação e desenvolvimento daquilo que lhes é ensinado naquele espaço, onde “não existe outra forma de fazer aprender que não esta”. Com efeito, cada aluno aplica as técnicas na quinta pedagógica do Castanheiro, situada no campus da escola, sendo posteriormente orientados nas actividades desenvolvidas na exploração agrícola.

Cada um dos formandos fica responsável pela monitorização da preparação do solo, pela plantação dos produtos, colheita e da sua comercialização. Ao nível do progresso da autonomia é destacado o processo de ensino aprendizagem como “uma das competências transversais”, traduzidas nos cuidados a ter com os animais ali existentes e com a sua alimentação.

Utilizar técnicas sustentáveis

De acordo com a ETPM, a sustentabilidade “torna-se cada vez mais importante, num contexto em que os recursos naturais frequejam, em termos globais”, pelo que é imperativo mostrar a todos os alunos que “é possível utilizar técnicas sustentáveis”, para desta forma “melhorar a utilização dos produtos e o funcionamento da exploração”. Em alguns casos, o estabelecimento realça que, por vezes, “nem se torna prioritário, uma vez que o jovem acaba por perceber isso quando dá início aos trabalhos”.

Neste âmbito, aquela escola promove uma articulação entre os diversos cursos profissionais, para formar “um ciclo de funcionamento colaborativo entre equipas”. Para além do projecto Mercadinho da Quinta, realizado por todos os que frequentam o curso de Técnico de Produção Agropecuária, que possibilita a comercialização dos frescos que são colhidos no local, grande parte deles são depois utilizados na Cozinha Experimental, onde o curso de Técnico de Cozinha-Pastelaria prepara os legumes, que complementam cada uma das iguarias.

Outro caso de articulação que movimenta as várias áreas de formação na ETPM foi a construção da estufa, cuja estrutura foi erguida pelos alunos do curso de Técnico de Soldadura, assim como a construção de um portão de segurança reforçado e de novos abrigos para os animais de médio porte. Deste modo, os jovens podem “apostar cada vez mais na agricultura, criando os seus próprios projectos”, ou melhorando os já existentes.
O curso de Produção Agropecuária é uma das ofertas formativas na ETPM, que tem por objectivo a “valorização da terra enquanto recurso”, um dos pilares desta área.

Comentários

- Pub -