6 Março 2021, Sábado
- PUB -
Início Local Moita Construção da plataforma logística da ALDI avança a bom ritmo na Moita

Construção da plataforma logística da ALDI avança a bom ritmo na Moita

Projecto de 50 milhões situado na Fonte da Prata deverá estar concluído dentro de 12 meses

 

- PUB -

Um ano depois da assinatura do contrato de urbanização com a Câmara Municipal da Moita e apesar da situação provocada pela pandemia, a plataforma logística da ALDI continua a avançar a bom ritmo no terreno, situado frente à urbanização da Fonte da Prata, na freguesia de Alhos Vedros, onde o grupo comercial alemão está a investir um total de 50 milhões de euros. O projecto deverá estar concluído dentro de 12 meses, segundo informações divulgadas inicialmente pela empresa, e prevê a criação de três centenas de postos de trabalho directos no município, com impactos positivos para o tecido socioeconómico do concelho.

Na altura, o administrador da marca, Wolfgang Graff, sublinhou a O SETUBALENSE que “fomos muito bem-recebidos e sentimos um grande apoio da Câmara desde o princípio”. A operar em Portugal desde 2006, o responsável da ALDI considerou que “estamos muito orgulhosos de podermos ter aqui a nossa plataforma logística”, naquela que será a maior destas estruturas no sul da Europa e que é também a mais moderna de toda a península ibérica.

“Estamos muito satisfeitos ao nível da localização, numa área que se destacou das restantes zonas do país”, realçou na mesma altura. O CEO da empresa destacou ainda as “oportunidades existentes na região e o óptimo terreno encontrado no concelho, do ponto de vista da sua dimensão”, para erguer a futura plataforma.

- PUB -

Ao longo do último ano, a obra prosseguiu a bom ritmo, com as terraplanagens e o início da construção de uma estrutura gigante, que tem vindo a transformar uma área com um total de 80 mil metros quadrados. Rui Garcia, presidente da autarquia, no momento que marcou o arranque dos trabalhos, considerou que “estamos a falar de chegarmos ao fim do primeiro passo daquele que é um dos maiores investimentos na região, nos últimos anos, e seguramente, um dos maiores de sempre no concelho”, afirmou.

Recorde-se que o processo relativo à criação da plataforma, que vai servir todo o país, foi iniciado pelo município no ano de 2017, doze meses após as primeiras conversações da edilidade moitense com o promotor do empreendimento que, na altura, ainda se encontrava a fazer a selecção do local onde viria a instalar o projecto.

Refira-se que de acordo com o que ficou estipulado, a ALDI compromete-se ainda a assumir os encargos inerentes à execução das obras de repavimentação de um troço da Ex-Estrada Nacional nº11-1, assegurando assim a beneficiação de parte da rede viária deste território, que permitirá suportar o acréscimo de trânsito naquele local.

- PUB -

Mais populares

Bombeiros em “guerra de tronos” ameaçam direcção com paralisação de serviços

Direcção já acertou tudo com antigo chefe dos bombeiros do Barreiro para assumir o cargo. Mas o corpo activo do Montijo quer Luís Silva   A...

Joaquim Maia deu a volta à tragédia para ajudar atletas a vencerem na pista

A vida pregou-lhe uma má partida, mas não se deixou vencer. Hoje é treinador e já ajudou a lançar atletas de alta competição     No campo...

CDU vai lançar André Martins à presidência da Câmara Municipal de Setúbal

A CDU vai avançar com André Martins como candidato à presidência da Câmara Municipal de Setúbal nas autárquicas deste ano. O nome do actual...
- PUB -