26 Fevereiro 2021, Sexta-feira
- PUB -
Início Local Montijo JSD Montijo aposta em proximidade, educação e família

JSD Montijo aposta em proximidade, educação e família

A nova direcção da Juventude Social-Democrata (JSD) do Montijo definiu como principais vectores estratégicos de acção a “proximidade às periferias da cidade”, a “educação política dos jovens” e a “família enquanto forma de defender o jovem”. Aos três pilares-base de actuação da estrutura dos jovens social-democratas para este recém iniciado mandato junta-se um lema que João Massacote, presidente da direcção do referido órgão, destaca: “Viemos para assumir os nossos deveres, as nossas responsabilidades.”

- PUB -

O novo líder da JSD explica um pouco sobre o raio de acção das propostas que os social-democratas pretendem defender no concelho montijense nos próximos tempos. A começar pela aposta numa maior “proximidade para com as periferias” do concelho, no sentido de apresentar contributos que permitam resolver os “verdadeiros problemas dos mais desfavorecidos”, dando como exemplos: “A habitação sem condições, o trabalho em condições degradantes, os imigrantes em condições de exploração, o mercado negro na comercialização de bivalves e os fenómenos de marginalidade social que criam a ‘guetização’ de minorias nas orlas da cidade”.

Já no que toca à educação política dos jovens, João Massacote defende que, antes de mais, é necessário “quebrar tabus políticos dentro do partido e falar de corrupção e imoralidade”. Paralelamente, sublinha, é imperioso “abrir a JSD à sociedade civil, educar e informar dentro das correntes de pensamento político coerentes com o que o PPD/PSD defende”.

Por último, o líder da estrutura social-democrata realça a importância de actuar na sensibilização daquilo que representa a “família como única forma de defesa do jovem”. Neste âmbito, as metas estão traçadas, há que “lutar pela estabilidade da família como célula primordial da comunidade” e “impulsionar a liberdade das famílias a educarem os seus jovens”. Ao mesmo tempo, “defender o papel subsidiário do Estado na educação”, por um lado, e, por outro, “incentivar os jovens, em situações de marginalidade e com dificuldades nos estudos, através de programas de apadrinhamento estudantil e de mentores”, combatendo igualmente “as falhas que existem na transição do ensino secundário para o superior/vida profissional”, defende a concluir.

- PUB -

A nova direcção da JSD do Montijo foi eleita no final de 2018 e, além de João Massacote (presidente), é composta por Pedro Ilhéu Olivera (secretário-geral), César Duarte e Nuno Salpico (vice-presidentes) e Tiago Oliveira, Maria Oliveira, Joana Fernandes, Luís Soares e Madalena Marcelino (vogais).

- PUB -

Mais populares

Morto a tiro em festa na encosta da Bela Vista

Um homem com cerca de 30 anos morreu este domingo baleado com dois tiros numa festa ilegal que decorria na encosta da Bela Vista,...

Várzea veio colmatar necessidade de antecipar o fecho da estação na 5 de Outubro

TST explica que antiga estação apresentava alguns problemas, inclusive ao nível da logística nos serviços   A empresa Transportes Sul do Tejo (TST) inaugurou há cerca...

Dores Meira acusa PS de falsear realidade sobre estacionamento pago na cidade

Dores Meira não poupa criticas às razões que o PS tem alegado. E aponta-lhe os casos de Lisboa e Almada   O estacionamento pago na cidade...
- PUB -