Vejam bem a celebração entre as ‘7 Maravilhas’ do País

70
visualizações

Festa da N. Sra. da Atalaia seleccionada. Festividade passou à segunda fase do concurso nacional que visa realçar as mais importantes tradições

 

- Pub -

A Festa Grande – Festa de Nossa Senhora da Atalaia, concelho do Montijo,  foi uma das celebrações seleccionadas na primeira fase do concurso nacional “7 Maravilhas da Cultura Popular”.

“O Conselho Científico das 7 Maravilhas aprovou a candidatura apresentada, na categoria Procissões e Romarias, pelo município do Montijo que procura dar mais visibilidade a uma manifestação cultural que é das mais antigas do País e uma referência única na região”, revelou a autarquia.

A candidatura, adianta a edilidade, passa assim “à segunda fase de votação, em que o painel de especialistas irá reduzir para sete os candidatos por região/distrito, que depois vão concorrer à fase final de votação do público português”.

A Festa de N. Sra. da Atalaia decorre no último fim-de-semana de Agosto, na Atalaia, e constitui tradição muita antiga, desconhecendo-se, porém, a data da sua origem.

“Embora existam referências a esta Ermida e peregrinação já no Século XIII, desconhece-se a data da primeira romaria pelo que a romaria dos Oficiais da Alfândega, em 1507 (motivada pela peste que grassou por Lisboa), é tida como o grande momento expansionista do Santuário de Nossa Senhora da Atalaia”, explica a autarquia.

De acordo com o município, a Festa Grande “chegou a contar com 30 círios, que por motivos vários (as invasões francesas, restrições de saúde pública, entre outros) foram-se extinguindo”. Actualmente, acrescenta a edilidade, integram as celebrações cinco círios: o da Quinta do Anjo, o da Carregueira, o dos Olhos d’Água (concelho de Palmela), o de Azóia (Sesimbra) e o Círio Novo da Jardia (Montijo).

“Inicialmente, os romeiros transportavam e colocavam junto ao altar do Santuário uma vela grossa, um círio, de onde resultou o nome dado às romarias organizadas. Hoje, transportam as bandeiras que identificam a sua proveniência e promessa por determinada povoação, localidade ou comunidade”, explica o município, sobre a festividade.

O concurso “7 Maravilhas da Cultura Popular” tem como objectivo destacar “a vivência e reconhecimento do património cultural material e imaterial, elegendo o que de melhor Portugal tem, enfatizando as tradições associadas as várias regiões do País”.

Os títulos das notícias desta edição do jornal são inspirados em títulos das canções de José Afonso.

Comentários

- Pub -