Associações estão a dar tudo para garantir bens essenciais aos que menos têm

31
visualizações

Banda Democrática, A Quadrada e  Somos Peixinho dão exemplo. Já ajudam mais de 1 100 pessoas

 

- Pub -

 

Três associações uniram-se e criaram um projecto de solidariedade que está a permitir apoiar, com géneros alimentícios e outros bens essenciais, centenas de famílias (mais de 1 100 pessoas) em situação  vulnerável no concelho. “Montijo a dar tudo” dá nome à iniciativa lançada em conjunto por Banda Democrática 2 de Janeiro, A Quadrada ADC e Somos Peixinho, que conta com o apoio da Câmara Municipal e da Junta de Montijo/Afonsoeiro.

Uma vez por mês os produtos angariados são entregues a seis instituições que os distribuem pelas famílias que têm referenciadas: Centro Paroquial Padre Manuel Gonçalves, Centro de Reformados e Idosos do Montijo, Associação Caminho Bem Fazer, Centro Social do Afonsoeiro, Associação Pontes de Afecto, e Cantina Social.

A primeira entrega teve lugar no final de Abril e resultou apenas dos bens essenciais que foram adquiridos pelas três associações.

“Além disso, já sinalizámos vários casos graves que ajudámos directamente com cabazes de emergência, reencaminhando as pessoas para as entidades competentes”, revelou Fernando Belo, da Associação Somos Peixinho.

O projecto foi aberto à população e a adesão da comunidade tem estado a correr “muito bem”, disse António Carlos, da Banda Democrática. “As pessoas do Montijo estão a acreditar [no projecto] e a contribuir”, acrescentou. “Foram angariados 100 Kg de arroz, 270 litros de leite, 150 latas de atum, 200 pacotes de massas, 75 latas de salsichas, 50 papas para bebés, 50 pacotes de bolachas, 50 embalagens de feijão, grão e similares, 40 de cereais e 35 litros de azeite, entre outros, como materiais de higiene pessoal e para limpezas”, apontou.


Esta angariação (apenas são aceites géneros alimentícios e/ou outros bens essenciais) foi conseguida este mês, já com a solidariedade da população, e será entregue dentro de 10 dias.

Cabazes de emergência

A recolha na Banda Democrática “tem dado para a distribuição mensal como também para socorrer situações, que não estavam referenciadas, com cabazes de emergência”. “Já hoje [ontem] apoiámos uma avó e dois netos”, lembrou António Carlos.

O projecto tem contado com alguns contributos de peso, como o do Motoclube do Montijo ou o dos escuteiros do Afonsoeiro. “Têm sido extraordinários”, sublinhou, prevendo que a iniciativa se prolongue “por um ano”. Até porque, “a crise ainda não chegou”.

O dirigente da Banda Democrática salientou ainda que o projecto é a prova de que as associações no Montijo são “um exemplo de robustez e de solidariedade”.

As doações podem ser entregues nas instalações da Banda Democrática às segundas, quartas e sextas das 17h00 às 19h30 e sábados das 11h00 às 13h00. A Sede dos Escuteiros 1399 do Afonsoeiro, às terças e quintas, das 18h30 às 20h30, na Igreja do Afonsoeiro, é outro dos pontos de recolha. Na próxima semana vão estar disponíveis para a recolha de produtos a Sociedade 1.° de Dezembro, a Universidade Sénior, bem como pontos na Atalaia e Alto Estanqueiro-Jardia e nas fregeusias de Pegões e Canha, em colaboração com as instituições locais. O projecto pode ser seguido em https://www.facebook.com/montijoadartudo/.

Comentários

- Pub -