Aeroporto: Nuno Canta aplaude Costa e desafia Rui Garcia a mudar de posição

63
visualizações

Nuno Canta viu com bons olhos o facto de António Costa ter reforçado, durante uma visita à Portela no passado dia 5, que o novo aeroporto no Montijo é para avançar. Para o autarca montijense a construção da infira-estrutura aeroportuária na Base Aérea n. º 6 “é agora mais fundamental à recuperação do País do que era antes” e o socialista até desafia o homólogo do município da Moita a mudar a posição desfavorável emitida na Declaração de Impacte Ambiental, que impede, ao abrigo da lei em vigor, que o projecto avance.

- Pub -

O processo está, para já, refém da ‘luz verde’ de todos os municípios considerados afectados com a construção e instalação do aeroporto, como é o caso da Moita, e a situação não é fácil de ultrapassar. “Há soluções, uma delas pode passar pela evocação do interesse nacional do investimento”, considera o autarca montijense. “Mas, mais do que isso, esperemos que o senhor presidente da Câmara Municipal da Moita venha a ter uma visão diferente do que a que tem tido até agora. Esperemos que a situação se ultrapasse”, acrescenta, num repto lançado ao autarca do município vizinho, Rui Garcia.
Nuno Canta sublinha que “o primeiro-ministro está a ver bem a necessidade de investimento estrangeiro”, que não tenha “impacte no Orçamento do Estado”, para responder “a uma futura procura turística” e que permita “criar emprego na região”.

António Costa, reforça o autarca montijense, “faz a leitura correcta em relação ao relançamento da economia, da retoma”. E a concluir, atira: “Não podemos iludir a crise do emprego com o extremismo ambiental. É necessária uma perspetiva de desenvolvimento sustentável, que coloque em pé de igualdade o Ambiente, a economia e os aspectos sociais. Nenhum deve ser privilegiado em detrimento de outro.”

Comentários

- Pub -