Instituições de solidariedade social recebem 7 637 equipamentos de protecção individual

27
visualizações

Máscaras, luvas, batas e toucas vão ser distribuídas por 17 entidades do sector da acção social

 

- Pub -

A Câmara Municipal do Montijo vai distribuir 7 637 equipamentos de protecção individual (EPI) a 17 instituições particulares de solidariedade social (IPSS) do concelho. O reforço de fornecimento de material de prevenção no combate à pandemia foi aprovado, por unanimidade, pelo executivo camarário, na reunião de quarta-feira passada.

“No total, vão ser entregues 3 468 luvas, 3 341 máscaras, 549 batas e 279 toucas para serem utilizadas pelos trabalhadores das IPSS e outras associações do sector social, que têm valências de lar de idosos, serviço de apoio domiciliário, creche, pré-escolar ou que integram a rede de apoio alimentar do concelho, enquanto vigorar a situação de calamidade”, detalhou a autarquia, sobre a proposta.

Segundo a edilidade os EPI vão ser distribuídos pelas seguintes instituições: Centro Social de S. Pedro do Afonsoeiro, Centro de Convívio de Reformados Pensionistas e Idosos do Montijo, Associação Caminho do Bem Fazer, União Mutualista Nossa Senhora da Conceição, Centro de Acção Social Cultural das Faias e ALIP – Associação do Lar de Idosos de Pegões. São ainda beneficiadas com a entrega de material a Casa do Povo de Canha, a Santa Casa da Misericórdia do Montijo, a Associação Infantário Bairro do Mouco (O Salitão), a Santa Casa da Misericórdia de Canha, o Centro Paroquial do Montijo, a Cercima, o Centro Social e Paroquial N. Sra da Atalaia, além de Trilho dos Sorrisos, Associação Pontes de Afecto, Cáritas da Atalaia e Grupo Sócio Caritativo do Afonsoeiro.

O reforço de fornecimento deste tipo de material “junta-se a outras medidas municipais de apoio ao sector social na resposta à pandemia”, salientou o município. “Além de, em várias ocasiões, já terem sido entregues equipamentos de protecção individual, a autarquia montijense também procedeu à aquisição de equipamentos ‘Box das Emoções’ e de túneis de higienização, ao financiamento de testes de despistagem ao novo coronavírus nas IPSS com lares de idosos, ao reforço financeiro para a Rede de Apoio Alimentar do concelho, entre outras
acções”, concluiu.

Corporações de bombeiros recebem apoio

Igualmente aprovada por unanimidade, na mesma sessão, foi a atribuição de um apoio financeiro de 12 mil e 854 euros à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Montijo e outro de dois mil euros à corporação de Canha.

De acordo com a autarquia, os montantes destinam-se a suportar “o valor das refeições diárias dos bombeiros que têm estado ao serviço desde o dia 13 de Março, momento em que foi declarada a situação de alerta nacional”. O município vai assim “custear as refeições (pequeno-almoço, almoço e jantar) dos bombeiros voluntários que têm vindo a assegurar os turnos de funcionamento das duas corporações”, no referido período.
A edilidade realça que a medida integra a “ vasta intervenção municipal de resposta à Covid-19

Comentários

- Pub -