Movimento solidário apela a apoio da população para manter ajuda aos mais carenciados

16
visualizações

Mais de sete mil bens alimentares já foram entregues a famílias vulneráveis pelo Movimento Montijo a Dar Tudo, que agora renova o apelo à população para que continue a contribuir de forma a que possa ser mantido o auxílio aos mais necessitados.

- Pub -

“Desde o início de Maio, com a solidariedade e o espírito de entreajuda dos montijenses, já foram entregues mais de sete mil bens alimentares, mas não podemos parar. Porque é agora que muitas famílias estão a sentir o impacto sócio-económico da Covid-19”, apela o movimento criado pela Banda Democrática 2 de Janeiro, A Quadrada ACD e a Somos Peixinho.

“Muitas pessoas ficaram sem trabalho, outras que vivem de trabalho mais sazonal não conseguem encontrar um novo emprego. Assim, o Montijo a Dar Tudo precisa do apoio de todos para a doação de bens alimentares”, reforça o movimento solidário, adiantando quais os géneros alimentícios mais necessários: “A título de exemplo, para os próximos dois meses, são necessários 54 quilos de arroz, 200 litros de leite, 80 latas de salsichas, 112 de atum, entre outros produtos alimentares essenciais.”

Os interessados em contribuir devem proceder às entregas durante “este sábado, 1 de Agosto, entre as 11h00 e as 13h00, na sede da Banda Democrática 2 de Janeiro”.
A união de esforços de pessoas, entidades, empresas, acrescenta o Montijo a Dar Tudo, “traduz-se num número bastante significativo de géneros alimentares que têm sido entregues às instituições que prestam apoio alimentar no concelho, para posterior distribuição às famílias economicamente vulneráveis”. Conta com o apoio de “inúmeras entidades e associações públicas e privadas, tendo como objectivo primordial dar resposta a quem mais precisa, apoiando um número significativo de famílias vulneráveis do Montijo com donativos todos os meses”, lembra o movimento a finalizar.

Comentários

- Pub -