- PUB -
Início Local Palmela Festa das Vindimas com projecto à espera de parecer das entidades competentes

Festa das Vindimas com projecto à espera de parecer das entidades competentes

0
Comissão das Festas das Vindimas

Nova direcção quer assinalar celebrações em formato diferente. Álvaro Amaro considera projecto “ousado e criativo”. Jorge Mares diz que é “ambicioso”

- PUB -

 

 

As celebrações que a Associação das Festas de Palmela – Festa das Vindimas pretende realizar este ano, na primeira semana de Setembro, está em análise a aguardar pelos pareceres de Câmara Municipal, Protecção Civil, Junta de Freguesia e GNR local, enquanto membros da Comissão de Segurança. O projecto “ousado e criativo”, nas palavras de Álvaro Balseiro Amaro, presidente da Câmara, e “ambicioso”, segundo Jorge Mares, presidente da Junta, está dependente do evoluir da situação pandémica.

André Cabica, 34 anos, recém-eleito presidente da direcção da Associação das Festas de Palmela – Festa das Vindimas, revela que o objectivo é “assinalar simbolicamente as festividades”, mas “sem colocar em causa a segurança dos residentes no concelho e dos visitantes”, evitando grandes aglomerações de pessoas. Mas a entidade organizadora, adianta, está consciente de que a execução dos festejos está refém das circunstâncias. Porém, não esconde a ansiedade em obter os pareceres necessários das entidades competentes. “Gostávamos que as respostas fossem céleres. Há duas semanas pensávamos que as coisas estavam no bom caminho, mas daí para cá parecem ter dado um passo atrás, já que se complicaram na região de Lisboa e Vale do Tejo”, reconhece.
A associação está empenhada em assinalar as celebrações – “nunca serão as festas nos moldes habituais”, avisa –, daí muitas das propostas passem pelos meios digitais.

Importante é promover a vitivinicultura local. Até porque, explica o presidente da associação, esta é a “mais genuína” festa do género. “Foi a primeira festa de sempre das vindimas a realizar-se em Portugal. É uma marco na nossa história”, vinca.

Sem levantar muito a ponta do véu sobre o projecto para esta edição das celebrações, André Cabica avança apenas que um dos momentos que a associação pretende levar a efeito passa pela “pisa da uva e a bênção do mosto”, pela sua tradição. “Mas até isso está condicionado à evolução da situação”, admite, acrescentando que estão pensados “alguns eventos em ‘live streaming’ em parceria com os produtores”, como “provas de vinho ou o lançamento de um produto [dos viticultores]”.

Quanto ao orçamento, o responsável é peremptório: “Está completamente condicionado, porque depende da venda do espaço para o comércio itinerante. Teremos de ser criativos para podermos financiar as ideias que possam avançar.”

Autarcas cautelosos

Para o presidente da Câmara Municipal, o projecto apresentado pela associação “é um desafio ousado e criativo”, num modelo “diferente do habitual”.

“O programa tem vários cenários em função das regras que existirem à data. Portanto, é um desafio que tem de ser construído ao dia, mediante o evoluir da pandemia”, considera Álvaro Balseiro Amaro. Importante, faz notar o autarca, é que as regras venham a ser “rigorosamente cumpridas”. Se fosse hoje, a avaliar pelo actual cenário, as festividades teriam de decorrer em moldes “altamente limitados”. Por isso “é preciso aguardar”, recomenda, reforçando que o projecto será avaliado também em conjunto com as autoridades de saúde.

Já o presidente da Junta de Freguesia de Palmela sublinha que “é positivo haver um projecto”, que classifica de “ambicioso”, pois significa que existem “pessoas com dinamismo”. Porém, considera que “a materialização neste momento é extremamente difícil”, sendo que a associação “tem consciência disso”.

“É possível assinalar, marcar, as celebrações, com simbolismo, mas desde que se mantenha o distanciamento e o uso de máscara. O resto é complicado”, concluiu.

Contas de 2019 aprovadas em dia de eleições

O relatório e contas do exercício de 2019 da Associação das Festas de Palmela – Festa das Vindimas foi aprovada na Assembleia Geral, então presidida por Octávio Machado, no passado dia 9, no Cine-Teatro S. João. A cerimónia serviu ainda para eleger a única lista candidata aos órgãos sociais da associação, que recolheu unanimidade entre os cerca de 50 elementos presentes.

“No que concerne ao relatório e contas, a direcção referiu todos os constrangimentos financeiros com os quais a associação se depara ano após ano, com custos fixos anuais a rondar os 150 mil euros, e que os apoios das autarquias representam menos de 20% do orçamento global da festa, de aproximadamente 300 mil euros”, pode ler-se em nota de Imprensa, sobre o mandato findo, sob gestão da até então presidente da direcção Maria João Camolas.

No final, tomou posse a presidente da Mesa da Assembleia Geral, Anabela Rito que, na última sexta-feira, empossou os restantes membros dos órgãos sociais.

Órgãos sociais empossados no Largo de S. João

Os novos órgãos sociais da Associação das Festas de Palmela – Festa das Víndimas tomaram posse na passada sexta-feira, em cerimónia realizada ao final da tardem no Largo de São João.

Anabela Rito preside à Assembleia Geral; André Cabica é o novo presidente da direcção; e Rui Camolas lidera o Conselho Fiscal. Confira em baixo, a composição de cada um dos órgãos.

Assembleia Geral

Presidente – Anabela Rito

Vice-Presidente – Daniel Marques

Vice-Presidente – Gonçalo Patraquim

Secretário – Francisco Camolas

Secretário – Maria João Camolas

Conselho Fiscal

Presidente – Rui Camolas

Vice-Presidente – Luís Pedro Mares

Secretário – Luís Nunes

Direcção

Presidente – André Cabica

Vice-Presidente – André Ferreira

Vice-Presidente – Graça Machado

Secretário – Joana Pires

Secretário – João Lança

Secretário – Rita Guinapo

Tesoureiro – Conceição Lopes

Vice – Tesoureiro – Sandro Delgadinho

Vogal – Ana Cabica

Vogal – Ana Simões

Vogal – Carolina Fonseca

Vogal – Catarina Cardoso

Vogal – Catarina Frade

Vogal – Daniel Costa

Vogal – Fernanda Simão

Vogal – Francisco Simão

Vogal – Gianina Apostol

Vogal – Inês Carvalho

Vogal – João André

Vogal – João Barrocas

Vogal – José Tadeu

Vogal – Lina Prego

Vogal – Luís Fruta

Vogal – Márcio Mendes

Vogal – Mário Pêgas

Vogal – Marta Carvalho

Vogal – Matilde Pêgas

Vogal – Óscar Cruz

Vogal – Patrícia Frade