“Ser eleita Rainha da Festa das Vindimas é um marco importante que fica para a vida”

37
visualizações

Seleccionada em 1974 para ser “o símbolo feminino” da festividade, foi a primeira mulher escolhida através do voto do público

 

- Pub -

A Gala de Eleição e Coroação da Rainha representa um dos momentos mais esperados pela população quando é organizada uma nova edição da Festa das Vindimas, sendo este um espectáculo considerado como um dos mais emblemáticos. O lugar a Rainha das Vindimas, disputado anualmente por cerca de 15 jovens, representa “o símbolo feminino do evento”, na qual a representante escolhida vai estar “presente em todos os actos da festa”, descreve a Câmara Municipal de Palmela no livro-memória publicado na comemoração dos 40 anos de história da Festa das Vindimas.

Para Maria Helena Ribeiro, eleita aos 19 anos a primeira Rainha das Vindimas depois da Revolução de 25 de Abril de 1974, este momento “foi ainda mais especial por ter sido escolhida pelas pessoas que estavam na plateia e não por pessoas convidadas para tal, como aconteceu anteriormente”. “Fui escolhida porque as pessoas entenderam que eu, naquele ano, era a pessoa com mais condições”, revela.

Passados 46 anos, recorda com carinho o momento em que foi seleccionada: “É um momento inesquecível. Todo esse dia é muito bonito, daqueles que nunca se esquecem. Vivi muito aquele dia porque, para nós que somos da terra, esta é a festa máxima da vila. Ser escolhida para ser a Rainha da Festa das Vindimas é um marco importante que fica para a vida”.

A partir desse momento, Maria Helena Ribeiro, actualmente com 65 anos, nunca mais se afastou da organização da festividade, fazendo “questão de continuar a participar e a ajudar”. “Até há cerca de seis anos fazia parte da direcção, onde estive também durante seis anos. Sempre fiz parte da Festa das Vindimas, quer seja na organização do Cortejo Alegórico, quer seja na acção mais emblemática da festa para mim, que é a pisa da uva e a bênção do 1.º mosto”, afirma.

Talk-show substitui Gala de Eleição da Rainha

Na impossibilidade de realizar a Gala de Eleição e Coroação da Rainha nos moldes habituais devido à propagação da Covid-19, a comissão organizadora da Festa das Vindimas tomou a decisão de organizar um “talk-show que substituirá o momento emblemático, mas que estará envolto na temática”, revela André Cabica, presidente da direcção da Associação das Festas de Palmela – Festa das Vindimas.

O espectáculo, agendado para sábado no Cineteatro São João, vai ser moderado pelo comediante Jorge Serafim e “terá alguns convidados que vão ser entrevistados”, explica o presidente da associação. Entre os convidados vão marcar presença “os dois sócios fundadores vivos, João Camolas e Ulisses Machado, a primeira Rainha eleita depois da Revolução do 25 de Abril de 1974, Maria Helena Ribeiro, o presidente da Câmara Municipal de Palmela, Álvaro Balseiro Amaro, e, ainda, Leonor Freitas, empresária da Casa Ermelinda Freitas”.

“Depois contaremos com a actuação da banda residente The Peakles e do cantor Toy, que vai certamente animar a noite”, refere André Cabica. Para além disso, o público vai contar, ainda, com “alguns momentos de promoção dos produtos e dos produtores da região”. A entrada tem um custo de 12 euros para a 1.ª e 2.ª plateias e de 10 euros para o balcão, e os bilhetes podem ser adquiridos na plataforma BOL e no Cineteatro São João.

Comentários

- Pub -