8 Março 2021, Segunda-feira
- PUB -
Início Local Palmela Vacinação nos lares de Palmela arranca sexta-feira e prolonga-se por três dias

Vacinação nos lares de Palmela arranca sexta-feira e prolonga-se por três dias

Só são abrangidas as instituições sem infectados. Álvaro Amaro defende alargamento urgente aos bombeiros

A campanha de vacinação contra a Covid-19 nos lares do concelho de Palmela vai arrancar já na próxima sexta-feira.

- PUB -

A informação foi confirmada pelo presidente da Câmara Municipal, Álvaro Balseiro Amaro, que volta a manifestar preocupação com o aumento de infectados na comunidade, em geral, e nas estruturas residenciais para idosos e nas escolas, em particular.

“A vacinação vai começar nos lares ainda esta semana, sexta-feira. Penso que vai decorrer durante três dias”, disse o autarca. As instituições que apresentam “maior número de residentes” serão as primeiras a ser contempladas. E nem todos os lares serão, neste momento, abrangidos. “Sabemos que só vão ser vacinados os idosos e funcionários dos lares que neste momento não tenham surtos nem casos de Covid-19”, revelou.

Para já, Álvaro Amaro admite que a autarquia está a aguardar pela “articulação” com as entidades competentes para dar “todo o apoio logístico” à campanha de vacinação. Isto, num “período complicado”, já que irá coincidir com a realização das eleições presidenciais, no próximo domingo, que necessitam igualmente do mesmo tipo de apoio do município. Ainda assim, o presidente da Câmara garante: “Estamos preparados para dar todo o apoio para que a vacinação ocorra o mais rapidamente possível.”

- PUB -

“Continuamos preocupados com os lares, porque a vulnerabilidade das pessoas que lá estão é grande. E todos os dias temos informação de novos casos em funcionários e utentes”, frisou o edil, que no último fim-de-semana viu surgirem surtos “em mais duas estruturas residenciais para idosos”. Actualmente, adiantou, não existe qualquer surto de grandes dimensões em lares do concelho.

Bombeiros têm de ser prioridade

Álvaro Amaro – que, desde o início da pandemia, tomou a dianteira, enquanto autarca, no alerta para as principais medidas a adoptar (como a testagem) no combate à propagação da Covid-19 quer para os lares quer para as escolas – foi agora uma das primeiras vozes a defender que os bombeiros devem merecer prioridade no plano de vacinação. Na passada semana, o edil já havia feito um reparo para essa necessidade na sua página pessoal no Facebook.

“Tal como os profissionais de saúde, os bombeiros tinham de estar já também vacinados. Têm de estar rapidamente neste grupo de primeira prioridade”, vincou a O SETUBALENSE. “Tivemos oportunidade de alertar para a necessidade de incluir [no grupo prioritário] os bombeiros, sobretudo os que estão a fazer trabalho de transporte de doentes e que estão expostos desde o início da pandemia”, lembrou. O autarca confessa que foi criada essa expectativa. Porém, “o tempo vai passando e os bombeiros não estão ainda integrados na vacinação”, lamenta.

- PUB -

“Neste momento tem havido por todas as corporações elementos infectados e depois colegas em isolamento, o que põe em causa a operacionalidade dos bombeiros e do transporte dos doentes”, aponta.

Ao mesmo tempo, reitera a “preocupação com o funcionamento dos estabelecimentos escolares”, onde a testagem a docentes e auxiliares “devia ter sido iniciada em Setembro”.
“Não há um agrupamento de escolas ou estabelecimento particular de ensino que não tenha tido casos no concelho”, afirmou o presidente da autarquia, a concluir.
Os números de ontem mostraram novo aumento de casos activos no concelho de Palmela: são agora 1 281 os infectados. Desde o início da pandemia foram diagnosticados 2 800 pessoas com a doença, 1 4447 recuperaram, havendo a lamentar um total de 72 mortes.

- PUB -

Mais populares

Bombeiros em “guerra de tronos” ameaçam direcção com paralisação de serviços

Direcção já acertou tudo com antigo chefe dos bombeiros do Barreiro para assumir o cargo. Mas o corpo activo do Montijo quer Luís Silva   A...

Joaquim Maia deu a volta à tragédia para ajudar atletas a vencerem na pista

A vida pregou-lhe uma má partida, mas não se deixou vencer. Hoje é treinador e já ajudou a lançar atletas de alta competição     No campo...

ANAC recusa-se a fazer apreciação ao aeroporto do Montijo sem parecer favorável de todos os municípios

A Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) não vai fazer apreciação prévia de viabilidade para efeitos de construção do Aeroporto Complementar no Montijo, solicitada...
- PUB -