30 Novembro 2020, Segunda-feira
- PUB -
Início Local Santiago do Cacém Treinos interrompidos no União Sport Club devido à Covid-19

Treinos interrompidos no União Sport Club devido à Covid-19

São dois os atletas infectados, mas ainda se aguardam mais resultados

 

- PUB -

A equipa sénior do União Sport Club (USC) de Santiago do Cacém interrompeu os treinos devido a dois casos positivos de Covid-19. O alerta surgiu após a primeira confirmação e, depois de testes, houve mais um positivo. Os dois jovens em questão são do concelho de Sines e, como tal, os casos não são contabilizados em Santiago do Cacém.

Ainda assim este pode não ser o número total final de infectados, uma vez que os atletas provenientes da margem sul só iriam fazer o teste esta semana, enquanto os atletas do Alentejo já o fizeram.

Segundo o presidente do clube, Luís Raposo, contactado por O SETUBALENSE e também em comunicado publicado no Facebook, os elementos da equipa, tanto jogadores como equipa técnica, ficaram em isolamento profilático.

- PUB -

A informação de que havia um infetado no USC chegou ao clube no dia 21 de Outubro, por parte do próprio jogador, explicou o dirigente.

Foi então activado o plano de contingência do clube. “Informámos de imediato a Autoridade de Saúde local, fornecendo a listagem dos elementos que estiveram em contacto com o infetado”, explicou.

Raul Raimundo, jogador que integra o plantel sénior, contou a O Setubalense que assim que se soube do caso a equipa foi informada. “Soubemos terça ou quarta-feira da semana passada. A equipa técnica avisou-nos. Quando o colega deu positivo, o treinador veio falar connosco”, disse.

- PUB -

O atleta fez o teste, que se revelou negativo, ainda na semana passada, esclarecendo que tinha de permanecer isolado em casa até passarem os 14 dias definidos pela Direção-Geral de Saúde. O jogador referiu ainda que a equipa mantém contacto pela rede Whatsapp.

Interrogado sobre o regresso aos treinos, o mesmo considera que se deve voltar, mas não esconde que esta é uma questão dúbia. “Sim, acho que devemos regressar. Sendo que o campeonato vai começar, tudo o que der negativo tem de começar a treinar porque se não o União não tem equipa para apresentar. Com a situação actual, se calhar já não se justifica os campeonatos distritais arrancarem mas, por outro lado, estaríamos a matar as bases e formação do futebol nacional, o que era muito mau.” Ainda assim, Raul Raimundo diz sentir-se seguro nos treinos: “Não me fez confusão nenhuma estar a treinar nesta altura do Covid-19. Mas isso parte de cada um. Se todos tivermos cuidado não se apanha o vírus tão facilmente.”

O atleta explicou ainda o que mudou nos treinos em plena pandemia. “Temos espaço limitado para cada pessoa, tentamos evitar encher o balneário e medimos a temperatura antes e depois do treino para controlo. Não temos brincadeiras em cima uns dos outros como tínhamos antes. A parte social com contacto físico acabou.”

O presidente Luís Raposo acredita que o USC tem “as condições para assegurar a segurança dos atletas, equipa técnica e dirigentes”, ainda que a segurança seja relativa, uma vez que “há sempre um risco quando há actividade”.

A equipa regressa ao activo esta sexta-feira, dia 30 de Outubro, “de acordo com as orientações do Delegado de Saúde”, esclareceu ainda Luís Raposo. “Não há necessidade de reforçar as normas de segurança porque temos o nosso plano de contingência, aprovado pela Autoridade de Saúde, que contempla todas as medidas necessárias e exigidas para este tipo de actividade. Basta apenas que haja sentido de responsabilidade no cumprimento dessas medidas e orientações”, finalizou.

- PUB -

Mais populares

St. Peter’s: Investimento de 4,6 milhões abre a porta a mais de 200 alunos

Novo edifício projectado para Setembro de 2021 permitirá também ao colégio ter alunos em regime de internato Nas actuais instalações, na Volta da Pedra, Palmela,...

Investigador do Politécnico de Setúbal entre os mais citados em todo o mundo

O professor Vítor Pires é um dos 37 portugueses que integram a lista especial da Universidade de Stanford   Vítor Fernão Pires, docente da Escola Superior...

Denúncia de alegada fraude fiscal de Paulo Rodrigues seguiu para as Finanças

Em causa as comissões recebidas pelo agora presidente do Vitória quando era empresário.   O SETUBALENSE teve acesso à documentação remetida esta semana por um sócio...
- PUB -