7 Março 2021, Domingo
- PUB -
Início Local Santiago do Cacém Escola Básica n.º 2 de Vila Nova de Santo André vai ser...

Escola Básica n.º 2 de Vila Nova de Santo André vai ser requalificada

A Câmara de Santiago do Cacém vai avançar com a ampliação e renovação da Escola Básica (EB) n.º2 de Vila Nova de Santo André, num valor de 768 mil euros, para melhorar as condições do edifício.

- PUB -

A obra na EB n.º2, 1.º ciclo e jardim de infância, em Vila Nova de Santo André, no concelho de Santiago do Cacém (Setúbal), construída há 40 anos, vai permitir “corrigir e colmatar situações deficitárias de conforto ambiental e de eficiência energética”, refere o município, em comunicado.

Este investimento vai permitir “introduzir um conjunto de valências, espaços funcionais, equipamentos básicos e informáticos, que valorizem e modernizem as condições de funcionamento e conforto, essenciais para um ensino de qualidade e de promoção do sucesso educativo”, adianta.

A empreitada surge após a conclusão das obras em duas escolas de Vila Nova de Santo André (EB1 n.º 4 e n.º 3), assim como a EB 1 de Ermidas-Sado, no interior do concelho, um investimento total que rondou os dois milhões de euros.

- PUB -

“O investimento tem de ser faseado e como conseguimos ter mais algum financiamento [comunitário] para os estabelecimentos de ensino, entendemos que era o momento certo para intervir nesta escola e concluir a obra até ao início do próximo ano letivo”, disse à agência Lusa o presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha.

A obra “já foi adjudicada e tem um prazo de execução de sete meses”, indicou o autarca, perspetivando a sua conclusão “até finais de agosto” do próximo ano.

A empreitada inclui a melhoria das condições físicas do edifício, ao nível do conforto ambiental e funcionalidade, “com a instalação de um sistema [de climatização] avac, com ganhos, não só, de conforto térmico, mas também de eficiência energética” e a requalificação da envolvente, tendo em conta a importância do espaço de recreio para a promoção física e social dos alunos.

- PUB -

O projeto prevê a requalificação do espaço de Atividades de Animação e Apoio à Família (AAAF) da educação pré-escolar, a criação de instalações sanitárias por cada núcleo, adaptadas a portadores de deficiência, acessos ao recinto escolar e a todas as valências para crianças e adultos portadores de deficiência/mobilidade reduzida, “permitindo uma escola acessível a todos”.

“Está igualmente prevista a criação de uma sala Tecnologias de Informação e Conhecimento (TIC), diminuindo com esta solução o rácio aluno/computadores numa perspetiva de aproximação à média nacional”, concluiu o município.

Lusa

- PUB -

Mais populares

Bombeiros em “guerra de tronos” ameaçam direcção com paralisação de serviços

Direcção já acertou tudo com antigo chefe dos bombeiros do Barreiro para assumir o cargo. Mas o corpo activo do Montijo quer Luís Silva   A...

Joaquim Maia deu a volta à tragédia para ajudar atletas a vencerem na pista

A vida pregou-lhe uma má partida, mas não se deixou vencer. Hoje é treinador e já ajudou a lançar atletas de alta competição     No campo...

ANAC recusa-se a fazer apreciação ao aeroporto do Montijo sem parecer favorável de todos os municípios

A Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) não vai fazer apreciação prévia de viabilidade para efeitos de construção do Aeroporto Complementar no Montijo, solicitada...
- PUB -