Baía do Seixal continua interditada mas nem todos respeitam

44
visualizações

A zona ribeirinha da Baía do Seixal está de volta a passeios e corridas de manutenção, isto apesar da autarquia ter decidido renovar a Declaração de Situação de Alerta Municipal até às 23 horas de 31 de Maio.

- Pub -

Esta frente de rio que, normalmente, é procurada por bastantes pessoas, foi vedada e interditada pelos serviços municipais à circulação nas frentes ribeirinhas de Amora, Arrentela e Seixal, bem como noutros espaços e jardins da área do município, mas o desconfinamento faz com que alguns ignoram esta interdição, levantem as fitas de barragem colocadas pela autarquia, para respirarem a Baía.

Alerta a Câmara do Seixal que “a pandemia de Covid-19, apesar de não ter ultrapassado a capacidade do Serviço Nacional de Saúde, continua a registar um número crescente de casos a nível nacional e também no concelho do Seixal, ainda que neste caso abaixo da média dos Municípios da Área Metropolitana de Lisboa e do país”.

Com a renovação da declaração municipal, a autarquia vai manter as várias linhas e medidas de apoio, assim como o encerramento de espaços públicos que “propiciem a concentração de pessoas, contrariando as orientações das autoridades de saúde para o afastamento social”.

Na página online da autarquia, lê-se que renova o “apelo para o confinamento e desconcentração de população, designadamente junto de estabelecimentos comerciais, bem como a não utilização dos jardins, parques infantis e zonas ribeirinhas”.

Reforça ainda que “é fundamental conter o contágio entre a população do concelho do Seixal, através do distanciamento social, da utilização de máscara, da adequada etiqueta respiratória, de procedimentos de higiene, em particular das mãos e evitar a concentração da população”.

Comentários

- Pub -