Autarquia do Seixal exige ao Governo testes Covid-19 para funcionários dos jardins de infância e bombeiros

24
visualizações

O presidente Joaquim Santos fala em preocupação com a saúde das crianças, educadores e bombeiros

 

- Pub -

 

A Câmara Municipal do Seixal considera “urgente” a realização de testes de rastreio à Covid-19 aos profissionais dos jardins de infância, onde se incluem os educadores e os assistentes operacionais, antes da reabertura do ensino pré-escolar e das actividades de tempos livres, prevista para 1 de Junho.

Esta preocupação já foi apresentada ao ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, onde é referida a “ausência de orientações e informação” por parte do Ministério que tutela para as “acções de desinfecção e higienização das escolas e dos jardins de infância e de outras medidas a tomar com vista à reabertura das actividades presenciais.
Entretanto, a ministra da Saúde, Marta Temido, afirmava que nem todos os trabalhadores do pré-escolar iriam ser testados, uma vez que o tipo de contacto entre as crianças deste nível de ensino é diferente do de crianças em creche.

“Estamos preocupados com a saúde das crianças e dos funcionários, e preocupa-nos também que o ensino secundário tenha iniciado as aulas presenciais, sem a realização de rastreio aos seus profissionais. É urgente que se tomem medidas e que se minimizem as consequências que a falta destas podem ter na saúde das populações”, afirmou o presidente da Câmara Municipal do Seixal, Joaquim Santos.

Bombeiros sem testes

A situação dos bombeiros “é igualmente preocupante, uma vez que continuam a trabalhar sem acesso à realização de testes de rastreio”, acrescenta a autarquia, que dá a saber já ter enviado um ofício ao ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, a exigir que os testes sejam realizados a todos os elementos dos corpos de bombeiros do concelho do Seixal.

“Pelo importante trabalho que os bombeiros do concelho realizam diariamente em prol da população, é urgente que se façam testes. É precisamente por esse trabalho fundamental que realizam que a Câmara Municipal do Seixal comparticipa com cerca de um milhão de euros do orçamento anual para o funcionamento das duas associações de bombeiros que operam no concelho”, comenta o autarca, que acrescenta os “apoios atribuídos para a construção de instalações e aquisição de equipamentos, como os novos quartéis de bombeiros de Amora e Fernão Ferro”.

Comentários

- Pub -