4 Março 2021, Quinta-feira
- PUB -
Início Local Seixal Seixal apoia construção de creche para o Centro de Assistência Paroquial de...

Seixal apoia construção de creche para o Centro de Assistência Paroquial de Amora

Para além do apoio financeiro para uma creche, o executivo aprovou a Declaração de Interesse Municipal das Instalações da antiga Mundet

 

- PUB -

O Centro de Assistência Paroquial de Amora (CAPA) vai receber uma dotação financeira da parte da Camara do Seixal superior a 360 mil euros como apoio à construção de uma creche, no âmbito da candidatura ao programa Pares 2.0.

Esta instituição particular de solidariedade social, com quase 70 anos de existência, consagra-se, particularmente, à acção social e à educação, e, presentemente, dá apoio a mais de 300 crianças, dos 4 meses aos 11 anos de idade entre as valências de creche, ensino pré-escolar e um centro de tempos livres. Com a nova infra-estrutura a prestação da CAPA “irá melhorar as respostas sociais às famílias”, comenta Joaquim Santos, presidente da Câmara do Seixal.

Este apoio financeiro foi aprovado na última reunião pública do executivo municipal, depois de Joaquim Santos ter aberto a ordem do dia mostrando-se a preocupado com o acentuado crescimento do número de casos de infecção Covid-19. Isto apesar de o Seixal estar, segundo fontes oficiais, entre os concelhos que mais meios médicos e financeiros canalizaram para o combate e prevenção contra a pandemia.

- PUB -

Uma apreensão que foi compartilhada pelas bancadas de todas as cores políticas eleitas na câmara, que subescreveram as medidas tomadas pelo executivo visando reduzir os riscos para votantes, assistentes e organizadores nas mesas de voto no concelho para as eleições Presidências, a 24 de Janeiro.

Antiga fábrica da Mundet declarada património

Na mesma sessão foi aprovada a Declaração de Interesse Municipal das Instalações da antiga Fábrica de Cortiça Mundet, assim como da Quinta da Fidalga, com o objectivo de promover a conservação, reabilitação e valorização destes espaços com enorme valor histórico.

“O património natural e cultural do concelho é muito valioso, pelo que deve ser preservado e mostrado às pessoas de forma a assegurar que as nossas raízes não se perdem”, realçou Joaquim Santos.

- PUB -

A Mundet chegou a ser a maior corticeira do país. No espaço que ocupava, actualmente encontra-se o Núcleo da Mundet do Ecomuseu Municipal que populariza a história e transmite as memórias da antiga unidade fabril e do núcleo urbano antigo do Seixal.

Quanto à Quinta da Fidalga, datada do século XV, afirma-se como um dos exemplos mais característicos e bem conservados das quintas agrícolas que existiram na região e no país. Nela está instalada a Oficina de Artes Manuel Cargaleiro onde irá funcionará o Centro Internacional da Medalha Contemporânea.

Os autarcas acordaram também na localização, no Parque Industrial do Seixal, de uma unidade de produção de gases de origem renovável-hidrogénio. Trata-se de um projecto piloto, com base em painéis fotovoltáicos, visando a produção de hidrogénio verde. A intenção é fazer chegar aquele gás natural à rede pública de distribuição, concorrendo-se assim para a crescente descarbonização do sector.

- PUB -

Mais populares

CDU vai lançar André Martins à presidência da Câmara Municipal de Setúbal

A CDU vai avançar com André Martins como candidato à presidência da Câmara Municipal de Setúbal nas autárquicas deste ano. O nome do actual...

Joaquim Maia deu a volta à tragédia para ajudar atletas a vencerem na pista

A vida pregou-lhe uma má partida, mas não se deixou vencer. Hoje é treinador e já ajudou a lançar atletas de alta competição     No campo...

Incêndio destrói cozinha de habitação na Avenida Bento Gonçalves

Um incêndio deflagrou hoje numa habitação situada na Avenida Bento Gonçalves, em Setúbal, tendo provocado a destruição completa da respectiva cozinha, uma vez que...
- PUB -