Idoso da Casa dos Professores isolado no hospital por forte suspeita de Covid-19

150
visualizações

Mário Durval, Delegado Regional de Saúde, diz que testes ainda não foram realizados por indisponibilidade do INEM

 

- Pub -

 

Um utente com cerca de cem anos lar de acolhimento conhecido Casa dos Professores, em Setúbal, encontra-se em isolamento no Hospital de São Bernardo desde sexta feira com fortes sintomas da doença Covid-19. A O SETUBALENSE, Mário Durval, Delegado Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, informou que “os testes para comprovar a infecção ainda não foram realizados por indisponibilidade do INEM”, mas que “há fortes possibilidades de ser confirmada a doença devido aos sintomas respiratórios evidenciados”. Fonte próxima do lar garante que a informação sobre o diagnóstico positivo chegou ao estabelecimento durante a manhã deste domingo através de contacto telefónico não oficial realizado a partir do hospital.

Até ao fecho desta edição, a instituição não respondeu ao contacto realizado para esclarecimento da situação, porém, ao Semmais Digital, Ana Maria Morais, presidente da Associação de Solidariedade Social dos Professores, confirmava a existência de quatro infectados: “A médica de serviço externo que presta serviço na Associação, duas enfermeiras e um idoso, de 99 anos, que já se encontrava doente”, pode-se na ler na publicação.

Ao que foi possível apurar ao final do dia de ontem, junto de fonte próxima do lar, a informação relativa ao diagnóstico do utente de 99 anos chegou ao lar durante a manhã deste domingo por contacto realizado pelo hospital e durante todo o dia gerou-se um sentimento de pânico entre os funcionários. Todos os idosos e funcionários foram informados para disponibilizarem os seus contactos para a realização de testes de despiste e até que tal fosse feito, sem data ou local conhecidos, os procedimentos no lar manter-se-iam inalterados. Apenas as visitas estão suspensas bem como a recepção de encomendas, conforme se pode ler na página da instituição de acolhimento e conforme é prática um pouco por todo o país.

De acordo com a mesma fonte, o utente em questão tem familiares na zona norte do país, permanecia num quarto sozinho e desde o início da semana que exibia sintomas. A mesma fonte avança que o quarto do idoso foi encerrado.

Durante a tarde de ontem, a directora técnica esteve reunida no lar de acolhimento. Os funcionários temiam que tivessem que ficar em isolamento no espaço até serem realizados os testes. Fonte próxima do lar informou que após a reunião, os funcionários foram informados de que poderiam ir para casa.

Comentários

- Pub -