Distrito já tem 225 infectados com Seixal e Almada na frente

115
visualizações

Casos cresceram em 8 concelhos da região. Sines passou a entrar nas contas e Setúbal acusou mais 5

 

- Pub -

São 217 os casos confirmados de Covid-19 pela Direcção-Geral da Saúde (DGS) no Distrito de Setúbal. Um aumento de 32 casos e sem contabilizar os seis positivos que o presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, anunciou hoje, nem os números de Alcácer do Sal, o que perfaz um total de 225 infectados na região.

De acordo com a actualização diária da DGS, com dados publicados este domingo e que reportam até à meia-noite de sábado, os casos positivos aumentaram em oito dos 13 concelhos do distrito sadino, com a curiosidade de em dois deles ter sido registada uma diminuição (Grândola e Barreiro), para a qual fonte da DGS diz não haver ainda explicação.

“Já sabíamos que situações destas iam ocorrer, mas os dados são transmitidos pelas administrações regionais de saúde”, admitiu a mesma fonte a O SETUBALENSE.

O Seixal, com 66 casos confirmados, continua a ser o concelho com maior número de infectados (+7 do que na véspera), logo seguido de Almada com 64 (+11).

Setúbal apresenta agora 20 casos (+5), Barreiro surge na lista com menos um do que o revelado na véspera (17 infectados). Logo atrás vem Moita com 12 (+2), Montijo com 11 (+2), Sesimbra com 10 (+3), Palmela com 7 (+2) e Sines (que entra na listagem pela primeira vez com 4 casos). Alcochete mantém 3 casos, o mesmo número que Grândola apresenta agora (-3 do que na véspera).

A este total de 217 casos divulgados pela DGS há ainda a juntar os seis positivos em Santiago do Cacém (+3 do que os revelados na véspera também pelo presidente da autarquia), além de 2 outros que terão sido confirmados em Alcácer do Sal (a DGS não revela menos de 3 casos). Odemira , no litoral alentejano, também terá já referenciado um caso positivo, mas não entra nas contas do Distrito de Setúbal.

O total na região ascenderá assim a 225 casos. No mínimo, até porque os dados apurados pela DGS por concelho reportam somente a 75% dos casos confirmados.

A região de Lisboa e Vale do Tejo, com 28 mortos (+1) e 17 recuperados, apresenta 1 478 casos positivos (+191) e continua a ser a segunda do país com mais infectados, sendo que o distrito de Setúbal representa 15,2% deste total.

Mais 19 mortos

Em termos globais, ainda segundo a DGS, Portugal registou 119 mortos (+19 do que na véspera). O número de casos confirmados cresceu para 5 962 (+792). Destes estão hospitalizados 486 (+68), 138 dos quais nos cuidados intensivos (+49). Mantêm-se ainda os 43 casos já recuperados. Em vigilância médica estão 17 785 (-2 142) pessoas, sendo que 5 508 esperam o resultado do teste.
Os casos suspeitos aumentaram para 38 042.

Comentários

- Pub -