Junta de Freguesia do Sado distribui alimentos a quem mais precisa

37
visualizações

Quem não pode sair de casa ou está em fragilidade económica tem sido ‘acarinhado’ pelo poder local

 

- Pub -

A Junta de Freguesia do Sado, em conjunto com a Protecção Civil Municipal, Câmara de Setúbal e voluntários, tem vindo a prestar apoio à população tanto na distribuição de alimentos como no acesso a serviços públicos.

Para saber quem precisa, diz o presidente da Junta de Freguesia, Manuel Véstias, que até agora, foram contactadas “mais de 250 pessoas” desta localidade, de tipologia rural e industrial do concelho.

Para já, foram entregues pela Junta de Freguesia quatro cabazes com alimentos a outras tantas famílias, oferecidos pela Câmara Municipal. Ao mesmo tempo, a equipa na linha da frente neste combate à pandemia já se meteu a caminho para fazer compras a algumas pessoas da Freguesia, assim como proporcionar, por exemplo, o pagamento de serviços, como de água e electricidade.

“Quem não pode sair de casa entrega as facturas dos serviços que têm de pagar, e alguém da nossa equipa de apoio desloca-se para efectuar esse pagamento”, diz Manuel Véstias.

O mesmo acontece quando a população que mais tem de se proteger em casa necessita de compras de mercearia, talho ou mesmo de medicamentos. Aliás, lembra o presidente da Freguesia do Sado que este serviço é prestado também pelas outras juntas do concelho de Setúbal.

Para além da estrutura montada pelo poder local, diz Manuel Véstia que a própria sociedade civil da Freguesia do Sado está mobilizada para apoiar as pessoas mais fargilizadas com entregas ao domicílio, é o que acontece com farmácias e alguns estabelecimentos comercias da localidade.

Entretanto, a Junta de Freguesia tem estado a colaborar com a GNR na divulgação de acções de sensibilização à população para que tenha comportamentos ajustados ao estado de emergência, e também no alerta a alguns estabelecimentos que, neste período não podem estar de porta aberta.

Comentários

- Pub -