Ministra da Saúde garante que situação epidemiológica no distrito encontra-se estável

52
visualizações
Fotografia: Alex Gaspar

Focos de infecção foram “contidos” e a incidência da Covid-19 começa a ser “decrescente”

 

- Pub -

Seixal e Almada continuam a ser os concelhos com mais casos confirmados, registando-se um aumento em 6 dos 13 concelhos do distrito. Contudo, a ministra da Saúde, Marta Temido, respondeu ontem a O SETUBALENSE que o ponto de situação no distrito de Setúbal é favorável, depois dos focos registados no Montijo, Seixal e Almada, que no final de Maio colocaram Setúbal como o segundo distrito do país com mais novos casos de infecção por Covid-19.

Numa abordagem específica aos casos do Seixal, a ministra afirma que os focos de contágio, identificados há cerca de três semanas foram contidos e “a incidência tem-se mantido relativamente constante e decrescente”.

Situação que levou a ministra a deixar “uma mensagem de grande tranquilidade”, para os profissionais, autarquias e populações, no dia em que Portugal registou 1 milhão de testes realizados, dentro dos quais “apenas” mais de 5% correspondem a resultados positivos. Uma testagem sobre a qual a ministra confirma, “tem sido massiva na região de Lisboa e Vale do Tejo”.

Ainda sobre a região de Lisboa e Vale do Tejo, Marta Temido referiu que os surtos identificados em alguns lares de idosos estão “igualmente contidos” sublinhando que “os lares onde são detetados casos são lares onde não há visitas”.

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, aproveitou também para reforçar que estas instituições “merecem uma atenção especial das autoridades de saúde, que intervêm ao mínimo alerta”, sendo por isso “importante que o próprio lar, se detectar uma situação minimamente suspeita, dê imediatamente o alerta para se fazer testes, encontrar positivos e tomar as medidas necessárias”.

Seis concelhos sobem casos positivos

Segundo as últimas informações divulgadas pela Direcção-Geral da Saúde, o distrito de Setúbal regista 1 896 casos positivos de Covid-19, mais 11 comparativamente aos dados publicados no domingo.

Os valores anunciados demonstram que Almada e Seixal têm o mesmo número de infectados, sendo estes os concelhos com mais casos confirmados. Almada regista 502 casos (+5), assim como o Seixal (+2). Em seguida surge o Barreiro, com 271 (+1), e a Moita, com 202 (+1).

Por sua vez, o Montijo regista os mesmos 192 casos, seguido de Setúbal, que apresenta mais 1 infectado, estando com um total de 127 casos.

Já Sesimbra conta com 48 portadores do coronavírus (+1), enquanto Palmela mantém os 40 casos, assim como Alcochete mantém os 25, e Santiago do Cacém, que continua com 19 infectados.

Os concelhos com menos doentes por Covid-19 continuam a ser Grândola, que estagnou nos 11 e Alcácer do Sal, nos 9. Sines, o último concelho do distrito de Setúbal a surgir no relatório de situação, tem actualmente 6 casos.

As informações da DGS indicam, ainda, que na região de Lisboa e Vale do Tejo estão confirmados 15 128 casos, mais 300 em relação a domingo. E nesta região faleceram mais 2 pessoas, refazendo um total de 429 vítimas da Covid-19. A nível nacional, estão infectadas 37 036 pessoas (+346).

Ana Martins Ventura e Maria Carolina Coelho
Com Lusa

Comentários

- Pub -