Mau tempo em Setúbal provoca queda de árvores e postes e danos em habitações

177
visualizações
DR

Um fenómeno de ventos fortes ocorrido hoje na Estrada do Lau, concelho de Palmela, distrito de Setúbal, provocou a queda de árvores de grande porte e de postes da eletricidade e fez danos em duas habitações.

- Pub -

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal disse à Lusa, cerca das 14:00, que não houve feridos nem desalojados, adiantando também que o vento “já acalmou”.

O alerta foi dado às 10:23 e estiveram no local os Bombeiros de Palmela, a GNR, o Serviço Municipal de Proteção Civil, outros meios da Câmara de Palmela e a EDP, referiu a mesma fonte.

Segundo o CDOS, registaram-se também, durante a manhã, “várias ocorrências de inundação na cidade de Setúbal”, entretanto resolvidas, não havendo vítimas nem danos a registar.

A situação de ventos fortes atingiu ainda a zona da Mitrena, em Setúbal, adiantou o CDOS, acrescentando que “alguns telhados de pavilhões e de empresas voaram”.

Mais de 160 ocorrências em Portugal Continental

As autoridades registaram entre as 00:00 e as 13:00 de hoje, em Portugal continental, 162 ocorrências originadas pelo mau tempo, tendo sido o distrito de Lisboa o que teve mais casos, disse à agência Lusa fonte da Proteção Civil.

Segundo fonte da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), o maior número de ocorrências registadas foram pequenas inundações (103), quedas de arvores (31) e queda de estruturas (9).

No distrito de Lisboa, entre as 00:00 e as 13:00, registaram-se 71 ocorrências, sendo aquele com maior número de casos.

Como ocorrências mais significativas, a fonte da ANPC destaca as inundações na cidade de Setúbal e de Beja e “fenómenos estranhos relacionados com o vento” em Palmela.

Lusa

Comentários

- Pub -