18 Janeiro 2021, Segunda-feira
- PUB -
Início Local Setúbal Covid-19: Transporte público na AML reforçado com 70 autocarros a partir de...

Covid-19: Transporte público na AML reforçado com 70 autocarros a partir de quarta-feira

O transporte público feito pela CP, Fertagus e Metro Transportes do Sul na Área Metropolitana de Lisboa (AML) vai ser reforçado com 70 autocarros turísticos a partir de quarta-feira, durante as horas de ponta, foi anunciado.

- PUB -

Em comunicado, a AML explicou que o reforço de oferta terá um custo de 750 mil euros e que estes transportes irão decorrer diariamente durante 62 dias.

As exceções serão os dias 30 de novembro, 01, 07, 08 e 25 de dezembro, 01 de janeiro e 16 de fevereiro.

“Por motivos de pressão de procura e limitação da lotação no cenário atual de pandemia, justifica-se um reforço da capacidade de transporte, capaz de reduzir os níveis de lotação mais elevados”, pode ler-se.

- PUB -

Para o apoio à Fertagus serão afetadas 13 viaturas, que farão os percursos Pragal /Sete Rios, entre as 6:20 e as 8:20, Sete Rios / Pragal, entre as 17:20 e as 18:10, Sete Rios / Setúbal, entre as 17:15 e as 17:30, explica a AML.

Relativamente à Metro Transportes do Sul, o serviço de apoio envolve 22 viaturas, nos percursos Cacilhas / Laranjeiro, entre as 16:30 e as 18:10, Laranjeiro / Cacilhas, entre as 7:20 e as 8:10, Universidade Nova / Pragal, entre as 16:30 e as 18:10, e Pragal / Universidade Nova, entre as 7:20 e as 8:10.

Para apoio à CP e Metropolitano de Lisboa, serão disponibilizados 36 autocarros, para os percursos Amadora CP / Metro Pontinha, entre as 7:00 e as 8:25, e Cacém CP / Metro Pontinha, entre as 7:00 e as 8:25.

- PUB -

“Os serviços poderão, no entanto, ser ajustados em função das contingências inerentes ao estado de pandemia”, realça a AML.

O reforço do transporte público, que estava previsto para segunda-feira, tinha sido adiado por “questões operacionais”, tinha adiantado à Lusa fonte da ANTROP na sexta-feira.

A medida, era referido em comunicado da ANTROP – Associação Nacional de Transportes de Passageiros, vai retirar trabalhadores de ‘lay-off’, permitindo, igualmente, o regresso à estrada de veículos parados desde abril devido à falta de atividade turística por causa da pandemia de covid-19.

Apesar desta solução de apoio rodoviário do turismo à ferrovia, anunciada pelo secretário de Estado da Mobilidade, Eduardo Pinheiro, no início de novembro, estar prevista também para o Porto, vai iniciar-se, para já, apenas em Lisboa, segundo a ANTROP.

Na altura do anúncio, o Governo avançou que as Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto iam ter 1,5 milhões de euros para aquisição de serviços de transporte.

Lusa

- PUB -

Mais populares

Covid-19 obriga Hospital de Setúbal a activar pela primeira vez nível vermelho de Crise ou Catástrofe

Administração assume em circular normativa que estrutura para atender infectados dá sinais de completa saturação   A administração do Hospital de São Bernardo, em Setúbal, activou...

Apreendidos mais de 330 quilos de pescado em Sesimbra. Valor ultrapassa 4600 euros

A Unidade de Controlo Costeiro da GNR, por intermédio do Subdestacamento de Setúbal, apreendeu ontem mais de 300 quilos de pescado, em Sesimbra, numa...

Empresa de transportes da Área Metropolitana de Lisboa entra em funcionamento no dia 17

A empresa de Transportes Metropolitanos de Lisboa (TML), que irá gerir o serviço de transporte rodoviário público na Área Metropolitana de Lisboa (AML), vai...
- PUB -