8 Março 2021, Segunda-feira
- PUB -
Início Local Setúbal Dores Meira acusa PS de falsear realidade sobre estacionamento pago na cidade

Dores Meira acusa PS de falsear realidade sobre estacionamento pago na cidade

Dores Meira não poupa criticas às razões que o PS tem alegado. E aponta-lhe os casos de Lisboa e Almada

 

- PUB -

O estacionamento pago na cidade de Setúbal é pomo de discórdia entre o PS concelhio e a maioria comunista que governa a autarquia sadina. Os socialistas votaram contra a proposta de concessão, por 40 anos, de cobrança de estacionamento, apresentada pela maioria CDU, na reunião de câmara de 17 de Fevereiro, e vieram dizer que este é “o maior aumento de sempre” no pagamento de estacionamento.

O PS de Setúbal, na sua conta do Facebook, veio contestar aquilo que diz ser um aumento de “mais 6 813 lugares pagos, para um total de 8 300 lugares”, o que vai repercutir-se em “mais de 500%”, a pagar em “mais de metade da cidade”. E apontam as zonas Amarela, Azul e Vermelha.

Uma publicação que desagradou à presidente da Câmara de Setúbal, Maria das Dores Meira, também através do Facebook, na sua página, veio acusar o PS de ser contra o estacionamento pago na cidade, mas ser “a favor” quando o mesmo acontece em Lisboa e também em Almada, municípios geridos por socialistas.

- PUB -

Comenta a presidente, que o “Partido Socialista de Setúbal voltou, numa das suas típicas publicações de Facebook, a produzir monumental peça de demagogia e recheada de meias verdades que tem de ser desmontada”.

Maria das Dores Meira lembra a adjudicação, aprovada pelo seu executivo, da construção de dois parques de estacionamento subterrâneos na Avenida Luís Todi e concessão do estacionamento tarifado à superfície para apontar o dedo ao PS por “uma vez mais, tentar iludir os setubalenses ao dar a ideia de que o estacionamento será pago em todas as vias da cidade incluídas nas zonas coloridas do mapa que apresenta”. O que “é falso”, afirma.

Garante a líder do executivo CDU que o estacionamento “não será pago em todas as vias incluídas no zonamento previsto na concessão. Será pago apenas onde a pressão da procura o justifique e só depois de realizadas as necessárias obras de reabilitação dessas vias”, e tem sido esse o “compromisso” afirmado à oposição socialista, “o qual tentam omitir”.

- PUB -

Passando a dar exemplo sobre o estacionamento pago em outras cidades, a autarca diz que o PS de Setúbal “estranhamente esquece” que no concelho de Lisboa, gerido pelo socialista Fernando Medina, o número de lugares pagos e geridos pela EMEL – Empresa Municipal de Estacionamento de Lisboa “entre 2002 e 2017, aumentou de 216 para 84 211, o que corresponde a um crescimento médio anual de 5 599 lugares e a um aumento percentual, no período de 15 anos, de 38 mil 886%”. Assim, actualmente “o número de lugares pagos na cidade de Lisboa supera já os 100 mil”.

Ao caso de Lisboa, Maria das Dores Meira acrescenta o concelho de Almada, governado pela socialista Inês de Medeiros” onde “no princípio de 2019”, foi promovido o “aumento de 60% nas tarifas de estacionamento a praticar no centro da cidade”, e ainda a “introdução de uma tarifa nocturna entre as 18h00 e as 2h00 em algumas zonas do concelho”. A isto acresce o “alargamento a todo o ano do estacionamento tarifado na cidade da Costa da Caparica, com o período de pagamento entre as 8h00 e as 19h00, todos os dias da semana, contrariamente ao resto do concelho, em que se paga apenas nos dias úteis entre as 9h00 e as 18h00”.

 

- PUB -

Mais populares

Bombeiros em “guerra de tronos” ameaçam direcção com paralisação de serviços

Direcção já acertou tudo com antigo chefe dos bombeiros do Barreiro para assumir o cargo. Mas o corpo activo do Montijo quer Luís Silva   A...

Joaquim Maia deu a volta à tragédia para ajudar atletas a vencerem na pista

A vida pregou-lhe uma má partida, mas não se deixou vencer. Hoje é treinador e já ajudou a lançar atletas de alta competição     No campo...

ANAC recusa-se a fazer apreciação ao aeroporto do Montijo sem parecer favorável de todos os municípios

A Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) não vai fazer apreciação prévia de viabilidade para efeitos de construção do Aeroporto Complementar no Montijo, solicitada...
- PUB -