Aos ombros de Cabide por ensinar a nadar

20
visualizações
Custodio Pinto

 

- Pub -

Recentemente recordei-me de algumas das minhas estadias no centro de férias do Inatel na Costa da Caparica. Numa delas passava as tardes na piscina a ensinar a nadar quem quisesse aprender e já não chegava para as encomendas. Certo é que houve muita gente que beneficiou da minha carolice, que sempre fiz por amor ao próximo.

Numa dessas minhas aulas voluntárias vivi, entre outros, um episódio que me marcou imenso e de que me relembrei ao participar na festa de Natal de 2019 do Inatel. Tudo começou quando apareceu-me um voluntário, de nome Cabide, que queria aprender a nadar, mas tinha horror à água e, ao mesmo tempo, tristeza e mágoa por não saber. Prontifiquei-me, como faço a todos, e consegui levá-lo para dentro da piscina. Tarefa um pouco difícil, mas com a minha paciência lá foi. Quando ele já estava a boiar, disse-lhe o que tinha conseguido e ele respondeu-me que eu estava a gozar com ele – o complexo dele era tão grande que não acreditava. Então continuei com os ensinamentos e ele a certa altura começa a nadar, vem direito a mim e leva-me aos ombros dentro da piscina a gritar e de braços abertos de alegria e de contentamento. Enfim, foi um episódio inédito na minha vida. Tive pena que ninguém tivesse tirado uma foto, pois esta cena foi há quase 40 anos. Esta é uma passagem real, que conto no meu livro “Histórias e memórias da minha vida – Crónicas de Setúbal”.

O Inatel, como em anos anteriores, festejou a quadra natalícia no centro de férias na Costa da Caparica. O programa foi aliciante, contando com as participações dos “Pão com Manteiga”e a fadista Joana Amendoeira, estando a apresentação da festa a cargo do convidado de honra, Júlio Isidro.

Comentários

- Pub -