“Nas tuas mãos começa a Liberdade”

24
visualizações
Inês de Medeiros, Presidente da Câmara Municipal de Almada (Fotografia de Alex Gaspar)

Em Almada, as comemorações do 46º aniversário de um dos mais importantes acontecimentos da história do nosso país, tem como mote “Nas tuas mãos começa a Liberdade”, do poema “As mãos”, de Manuel Alegre.

- Pub -

Porque a Liberdade deve ser festejada por todos, partilhada com todos e sentida por todos nós. Os ideias de Abril só se cumprem se cada um de nós no nosso quotidiano os respeitar e os defender. Todos somos construtores da Liberdade, da Justiça e da Igualdade.

Não podemos descurar, no entanto, que vivemos hoje tempos singulares, marcados por uma pandemia que coloca desafios difíceis que exigem o melhor de nós.  Comemorar o 25 de Abril de 1974, durante um Estado de Emergência, que nos confina às nossas casas e nos priva das nossas famílias e amigos, é um teste à nossa resiliência.

E foi com isto em mente, e honrando a tradição e a história do município no assinalar desta data, que a Câmara Municipal de Almada lançou um programa de iniciativas que permitirá a todos, de 24 de Abril a 1 de Maio, e sem sair de casa, comemorar a Liberdade.

Com poemas, canções de intervenção nas ruas do nosso concelho ou cantadas às janelas, com o Festival à Janela projectado nas fachadas pelo nosso território, e com vários concertos, que junta nomes bem conhecidos com novos artistas do nosso município que serão transmitidos nos nossos canais digitais.

Esta será uma celebração diferente, mas que não deve beliscar a sua importância, nem a necessidade de, em comunidade, tudo fazermos para vencer esta batalha.

E nesta união urge um olhar atento para os mais vulneráveis a quem esta epidemia e a consequente crise económica afecta mais duramente.

Esta tem sido uma das prioridades da Câmara Municipal de Almada, com a abertura do espaço de acolhimento às pessoas sem situações de sem-abrigo,  o Lançamento do Plano de Emergência Social Covid-19 que contempla actividades de serviço de refeições, cabazes de alimentos, medicamentos de primeira necessidade, passeio de animais domésticos e apoio psicológico à distância que já apoiou mais de 300 famílias, o Apoio às IPSS na entrega já de mais 5000 refeições a famílias vulneráveis referenciadas, ou a isenção de pagamento da factura da Água a IPSS e Bombeiros. Medidas articuladas com outras decisões importantes para todos os munícipes, como a desinfecção do espaço público, a autorização de estacionamento gratuito, a abertura do Centro de Testes para o Covid-19 ou a Criação do Espaço Covid + para munícipes, que não necessitando de internamento hospitalar, não têm possibilidades de garantir o isolamento doméstico por falta ou por precaridade de habitação.

Porque com o 25 de Abril conquistou-se a Igualdade e a Justiça Social. E estes ideais estarão sempre presentes no projecto de futuro que todos os dias construímos juntos em Almada.

Saudemos Abril! E vivamos a Liberdade, todos os dias.

 

 

Comentários

- Pub -