Os direitos e os valores de Abril não estão de quarentena!

21
visualizações
Frederico Rosa, Presidente da Câmara Municipal do Barreiro

Vivemos em Estado de Emergência pela primeira vez em quase 45 anos! Estamos a atravessar o maior desafio do século XXI.

- Pub -

Com o aparecimento do novo coronavírus, no espaço de poucas semanas a maioria de nós foi orientada a mudar a rotina, os hábitos e até a forma de trabalho. Sem aviso prévio, vimos o nosso dia-a-dia ser transformado por um inimigo sem rosto. Tivemos que nos adaptar a uma nova realidade, ao distanciamento social, à utilização de máscaras, a cancelar encontros sociais, garantir bens essenciais, cancelar viagens e trabalhar a partir de casa. E também pela primeira vez na história da democracia portuguesa, nunca fez tanto sentido a celebração do 46º aniversário do 25 de Abril.

Comemorar Abril em tempos de pandemia é defender os direitos, liberdades e garantias conquistadas pelo povo. É defender o direito à saúde, num momento em que tanto dela precisamos. É defender o acesso ao emprego, à democratização do acesso de ensino, à universalização da Segurança Social e do sistema de reformas, à liberdade de imprensa e de expressão.

Nunca fez tanto sentido comemorar Abril, num momento onde aquilo que tínhamos como dados adquiridos, foram temporariamente interrompidos por uma natureza superior a nós, uma crise sanitária que não tem paralelo na história contemporânea portuguesa.

Os direitos e os valores de Abril não estão de quarentena. Cabe-nos a cada um de nós defender e respeitar a vontade do povo português, que há 46 anos conquistou um Estado de Direito Democrático, tendo em vista a construção de um país mais livre, mais justo e mais fraterno.

Comentários

- Pub -