O novo “império do mal”

31
visualizações
Francisco Ramalho - Ex-bancário, Corroios

Embora contradizendo-se, para os anti-comunistas que com isso beneficiam, e para os que influenciam, com o desaparecimento do “império do mal”, a União Soviética, e restantes países socialistas (comunistas, para eles) da Europa de Leste,a sua propaganda não terminou, ao decretarem o fim do comunismo com a queda do muro de Berlim. Continuam a vê-lo, o suposto comunismo, um pouco por todo o mundo; Coreia do Norte, Cuba, Venezuela e até, de novo, na Rússia. E, claro, no novo império do mal, a China.

- Pub -

Os efeitos desta pandemia revelam ainda mais os buracos do sistema que lhes convém. Atente-se, por exemplo, no que se passa no Brasil ou nos todo-poderosos EUA, onde, como dizia aqui o outro, quem quer saúde, que a pague! Agora, ainda com a procissão no adro, mas já com o caos instalado, milhares de mortos e muitos mais infetados, cinicamente, exploram até à exaustão a calamitosa situação, culpando a China.

Transformando-a, definitivamente, no novo império do mal. Vale tudo. Por exemplo, a sua lamentável relação com os animais. Como se não tivéssemos telhados de vidro. Como se no Ocidente não se cometessem também nesta matéria, barbaridades. O massacre de baleias e golfinhos, nas Ilhas Faroé, transformando a água literalmente num mar de sangue. As torturas a que são submetidos em França, inocentes patos e gansos, ao dilatarem-lhes artificialmente o fígado para foie gras. Ou aqui em Portugal, Espanha, sul de França, México, etc., as touradas. Ou ainda, a nossa cruel matança do porco.

Enchem a boca de comunismo para amedrontar totós. Onde é que ele já existiu? E então agora! É na Rússia? Na Venezuela? Na China? Que, quando lhes convém,consideram capitalismo selvagem. Na Coreia do Norte? Onde, aproveitando o estranho sistema, o apelidam de comunista puro e duro? Ou mesmo na socialista Cuba?

O que lhes dói, é que a China dos dois sistemas, capitalista e socialista, e, sobretudo, liderada pelo partido comunista, esteja a crescer como está. Que Cuba, apesar do criminoso embargo, continue efetivamente socialista, a dar cartas na Saúde, na Educação e noutros sectores e onde não se morre de sub-nutrição e de doenças evitáveis, como noutros países seus vizinhos, de África, ou da Ásia. O que lhes dói, é que a Rússia, a Venezuela, o Irão e outros os países não se submetam ao império ianque e seus aliados.

Portanto, senhores anti-comunistas e respetivos “papagaios”, tenham paciência! O mundo não será sempre assim: uns de pança cheia até lhe chegarem com o dedo, e outros esperando por migalhas, sujeitos a manipulações, guerras e prepotências várias, para que o sistema, o capitalismo, se perpetue. Os povos não o consentirão eternamente. O mundo será bem mais justo, humano e decente.

Comunismo? Onde é que ele já se atingiu? Mas é isso que temem! Por isso, agitam a palavra como espantalho, na tentativa de perpetuarem o capitalismo e os seus imorais dividendos.

Comentários

- Pub -