Surto de Covid-19 no Faralhão mostra importância da informação

481
visualizações
Francisco Alves Rito, director de O Setubalense

Já tínhamos aqui defendido a importância da informação no controlo da pandemia, e a situação que se vive no Faralhão vem agora mostrar, ainda mais uma vez, como a comunicação é essencial neste combate.

- Pub -

O surto de Covid-19 nesta localidade do concelho de Setúbal atingiu proporções que geram grande preocupação entre os responsáveis da Saúde no local, mas, ainda assim, continua a não haver qualquer comunicação oficial que ajude a população a proteger-se melhor.

Mesmo com O SETUBALENSE a questionar, as autoridades de saúde não informam o que se está a passar. Nem confirmam, sequer. Por parte das instituições locais, designadamente Protecção Civil Municipal e Junta de Freguesia do Sado, não há, igualmente, informação sobre o caso. É certo que estas entidades não têm todas a mesma responsabilidade, porque as competências na matéria são diferenciadas, mas os deveres de transparência e defesa da segurança da população são comuns a todas.
A falta de informação sobre o crescimento do número de casos no Faralhão, durante muitos dias, tem, com toda a certeza, um custo de propagação da doença. Quantos casos haverá que poderiam ter sido evitados se as pessoas fossem informadas atempadamente? Certamente muitos. Provavelmente uma quantidade que faz a diferença entre o surto e a situação controlada.

Comentários

- Pub -